Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 23 - sexta-feira, 19 de agosto de 2022

Mural

Jornalismo exercido pela própria população

Deixe sua notícia neste Mural, clique aqui para enviar

Mensagem N°86408
De: Afonso Cláudio Data: Sexta 19/8/2022 16:07:11
Cidade: Montes Claros/MG

Variações percentuais/covid-19 entre 20/6 e 18/8/22

Tanto nos casos confirmados, quanto nas mortes, Montes Claros teve reduções da ordem de 88 a 89%, quando se compara 2 períodos próximos de 1 mês cada.

Casos / Mortes
Brasil -50,8 -!3,4
Minas Gerais -59,5 +4,0
Montes Claros -88,9 -88,0

Fontes: OMS/JHU (Brasil) e SES/MG (MG e Moc)

Afonso Cláudio
19/8/22, 16h02m

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86407
De: Afonso Cláudio Data: Sexta 19/8/2022 10:47:56
Cidade: Montes Claros/MG

Pandemia do coronavirus

Variações percentuais dos números de mortes por covid-19, entre 28/7 a 4/8/22 e 11 a 18/8/22 (2 períodos de 7 dias), em ordem decrescente dos percentuais, referentes aos 10 primeiros países da classificação da Organização Mundial da Saúde.

5 países (50,0%) tiveram reduções: Alemanha (3,5%), França (14,5%), Reino Unido (16,2%), Índia (22,0%) e Itália (22,4%).
5 países (50,0%) tiveram aumentos: Brasil (0,5%), Estados Unidos (19,6%), Rússia (40,5%), Coreia do Sul (98,9%) e Turquia (359,9%).
O Mundo teve aumento de 19,4%. Em 11/8/22 teve aumento de 38,2%.

Class. / Mortes 28/7 a 4/8 / Mortes 11 a 18/8 / Var. %
1º Turquia 157 722 +359,9
2º Coreia do Sul 187 372 +98,9
3º Rússia 286 402 +40,5
4º Estados Unidos 3.278 3.922 +19,6
5º Brasil 1.471 1.479 +0,5
6º Alemanha 850 820 -3,5
7º França 566 484 -14,5
8º Reino Unido 1.111 931 -16,2
9º Índia 419 327 -22,0
10º Itália 1.129 876 -22,4
Mundo 16.391 19.571 +19,4

Na classificação da variação percentual o Brasil ficou no 5º lugar. Passou de 1.471 para 1.479 mortes, entre os 2 períodos, com aumento de 0,5%. Em 11/8/22 o Brasil teve redução de 20,9% e ficou no 8º lugar.
Em números absolutos de mortes o Brasil ficou no 2º lugar, em ordem decrescente, com 1.479 mortes e média diária de 211 mortes entre 11 e 18/8/22. Os demais 9 países tiveram médias variando de 47 (Índia) a 560 (Estados Unidos), no 2º período.

Nas variações percentuais:
Melhor colocado ontem: Itália (10º lugar)
Pior colocado ontem: Turquia (1º lugar)

Dados do Mundo: Casos confirmados 594.265.277; Mortes 6.448.582; Fonte: OMS/JHU, 19/8/22m, 9h30m.

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
19/8/22, 10h38m

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86406
De: Afonso Cláudio Data: Sexta 19/8/2022 08:30:24
Cidade: Montes Claros/MG

Pandemia do coronavírus

I) Variações percentuais de MORTES por covid-19 no Brasil, em Minas Gerais e Montes Claros

A) Brasil
28/7 a 4/8: 1.471
11 a 18/8: 1.479
Aumento de 0,5%
Semana anterior: redução de 20,9%
Fonte: OMS/JHU, 18/8/22, 16h52m

B) Minas Gerais
27/7 a 3/8: 199
11 a 18/8: 126
Redução de 36,7%
Semana anterior: redução de 16,1%
Fonte: SES/MG, 18/8/22, 16h59m

C) Montes Claros
27/7 a 3/8: 2
11 a 18/8: 0
Redução de 100,0%
Semana anterior: variação = 0%
Fonte: SES/MG, 18/8/22, 17h11m

II) Variações percentuais de CASOS de covid-19 no Brasil, Minas Gerais e Montes Claros

D) Brasil
28/7 a 6/8: 290.077; média diária: 290.077/9 = 32.231/dia
11 a 18/8: 157.207; média diária: 157.207/7 = 22.458/dia
Redução de 30,3%
Semana anterior: redução de 60,0%
Fonte: OMS/JHU, 18/8/22, 16h52m

E) Minas Gerais
27/7 a 3/8: 21.095
11 a 18/8: 8.629
Redução de 59,1%
Semana anterior: redução de 41,4%
Fonte: SES/MG, 18/8/22, 17h36m

F) Montes Claros
27/7 a 3/8: 239
11 a 18/8: 90
Redução de 62,4%
Semana anterior: redução de 59,5%
Fonte: SES/MG, 18/8/22, 17h46m

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
19/8/22, 8h19m.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86405
De: José Ponciano Neto Data: Terça 16/8/2022 16:52:43
Cidade: Montes Claros- MG  País: Brasil


SOLAR DOS PRATES / OLIVEIRAS

“Em 16 de Agosto de 1856 (há 166 anos) foi requerido pelo Capitão José Rodrigues Prates uma área para construir um sobrado no Largo da Matriz no local onde hoje se encontra o prédio dos Correios, porém, já com a área concedida, o Capitão Prates resolveu construí-lo em outro lugar, na esquina da Rua Direita (Dr. Veloso) com o Largo da Matriz de Nossa Senhora da Conceição e São José - atual Praça Dr. Chaves.”

Neste sobrado já funcionaram vários órgãos oficiais do governo - também foi o local embrionário do Jornal Gazeta do Norte fundado pelo Sr. Jair de Oliveira.

Da família de Jair de Oliveira só conheci o pediatra Dr. Fernando Oliveira – era o médico dos mais novos da prole dos Poncianos - o consultório do Dr. Fernando funcionava na esquina do Solar – conheci também o mais jovem dos Oliveiras, Felisberto.

Felisberto Oliveira um “gentleman” com as pessoas mais velhas. Era um grande “bon-vivant”, não tinha apego pelas coisas materiais – apreciava boas bebidas – findou a vida morando no Solar Oliveirense, local onde viveu a maior parte da sua. - Dizem que sua alma ainda vaga no Solar – acredito que, só se vê uma alma com o coração – é invisível aos olhos.

Contam que a construção do Solar do Capitão Prates perdurou por dois anos – a Praça da Matriz ainda era um lugar de cenário bucólico com característica de uma próspera praça. – Ali, tudo de bom acontecia!

Dentro do sobrado ainda existi um mural de azulejos, nele, uma das mais belas obras de arte - até hoje é preservado - retrata a Matriz – o Solar – casa de Dona Eva – animais cargueiros – a famosa palmeira e a casa da família Rego.

O Solar dos Oliveiras sempre foi imponente, marcado pelo estilo colonial com “guarda corpo” nas sacadas, que evoca o luxo, conforto e impõe-se! Entretanto, passou por um abandono temporário que quase precipitou a sua decrepitude.

O Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas - CAA/NM, acabou herdando a “nossa” mansão de infância e o seu quintal com jabuticabas, mangas, mexerica e lindas rosas e damas da noite. O CAA/NM decidiu restaurar o Solar, trazendo uma nova vida. A decoração interior da Solar também foi redesenhada, porém, sem sair muito do contexto arquitetônico. Falta recolocar o famoso chafariz no seu lugar original – em frente ao portão da Rua Dr. Veloso.

O Solar dos Oliveiras está de portas abertas ao público em geral, para nosso maior prazer. Você poderá descobrir a arquitetura do edifício, visitar seus amplos cômodos e admirar o luxo do ambiente, o mural (mosaico), bem como alguns mobiliário de época.

O lugar é magnífico, nostálgico e altamente histórico. Oportunidade de usufruir das exposições e de conhecer melhor a história do Solar e vivenciar o Largo da Matriz de Nossa Senhora da Conceição e São José (Praça Dr. Chaves) - sem hesitação!

- Não tem como compreender o presente e ser otimista com o futuro, SE não conhecer o passado!

XVI – VIII – MMXXII
José Ponciano Neto é Escritor – Historiador e Membro da Academia Maçônica de Letras do Norte de Minas e do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros. – Colunista literário no Site: monteclaros.com

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86403
De: Manoel Hygino Data: Quarta 17/8/2022 11:33:06
Cidade: Belo Horizonte

O Brasil caminha

Manoel Hygino

O título é “O romancista que não matou Brizola”, livro assinado por Edmilson Caminha, contendo artigos e crônicas, que exigem tempo e atenção do leitor, já acostumado à útil convivência com o escritor, jornalista e professor, nascido em Fortaleza, Ceará, é claro.

O que Caminha escreve agrada aos sentimentos e espírito. Elucidam, esclarecem, permitem julgamento dos fatos descritos, como na publicação da Sarau das Letras Editora, de Mossoró, RN, neste 2022 que evolui para ocaso. São dezenas de temas com numerosos episódios e personagens, inclusive a que serviu de título: Oswaldo França Junior, piloto da Aeronáutica, que conheci quando trabalhava na Manchete, foi um dos incumbidos de atacar o palácio do governo, em Porto Alegre, durante a ditadura militar, a fim de eliminar Leonel Brizola, líder do movimento de enfrentamento dos contrários ao movimento dos generais rebeldes de 1964.

Homem de seu tempo, como está na orelha, Edmilson Caminha não se cala diante do Brasil deste nosso tempo. Diz o texto que o bicentenário da Independência, em 2022, prevê eleição que poderá ter significado histórico para a política brasileira. E é verdade, permitindo-nos ou obrigando-nos, a todos, a nos manifestar, sobre a campanha que se desenvolve e como se revelam os candidatos, no cenário polarizado e extremamente delicado; ou ameaçador.

O novo livro de Edmilson não é para biblioteca, para onde irá depois. Neste momento, expõe imparcialidade na opinião e poderia ser comentado com as frases iniciais: “Penso no Brasil dos últimos cem anos, e duas frases me ocorrem. A primeira, com a lucidez aguda de Nelson Rodrigues: “Subdesenvolvimento não se improvisa, é obra de séculos”; a outra, com o cinismo irônico de Delfim Netto: “Estamos passando por um século muito difícil...”, como se não fosse ele corresponsável pelo que ainda hoje nos faz sofrer o golpe de 1964”.

Ditas e repetidas as declarações, achadas conforme ou não, cumpre-se o dever cívico e saudável de passar à leitura, aprazível e esclarecedora da nova e preciosa obra do autor cearense. Nada de perder tempo, porque Edmilson nos reserva inclusive revelações relevantes, como as referentes ao Dicionário do Aurélio, que não se trata de criação única e exclusiva do mestre Buarque de Holanda.

A menos de sessenta dias para o pleito, os fatos e os conceitos que sugerem servem incontestavelmente para julgamento de acontecimentos de agora e poderão influir no sentido de se votar com segurança de escolher os melhores para os dias turvos que atravessamos.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86402
De: Afonso Cláudio Data: Terça 16/8/2022 16:30:11
Cidade: Montes Claros/MG

Covid-19 em Minas Gerais

I) Variações percentuais dos números de mortes devidas à Covid-19 entre 26/7 a 2/8/22 e 9 a 16/8/22 (2 períodos de 7 dias), relativas aos 10 municípios de maiores populações de Minas Gerais, em ordem decrescente, e deste Estado.
Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais, 16/8/22.

Class. / Município / Mortes 26/7 a 2/8 / Mortes 9 a 16/8 / Var.%
1º Contagem 4 5 +25,0
2º Uberlândia 10 11 +10,0
3º Uberaba 4 3 -25,0
4º Ribeirão das Neves 3 2 -33,3
4º Betim 3 2 -33,3
5º Belo Horizonte 39 21 -46,2
6º Governador Valadares 2 1 -50,0
7º Juiz de Fora 11 4 -63,6
8º Ipatinga 3 0 -100,0
9º Montes Claros 2 0 -100,0

Resumo: aumentos = 2 (20%); reduções = 8 (80%)

Minas Gerais 202 114 -43,6

II) Variações percentuais dos números de casos confirmados, devidos à Covid-19 entre 26/7 a 2/8/22 e 9 a 16/8/22 (2 períodos de 7 dias), relativas aos 10 municípios de maiores populações de Minas Gerais, em ordem decrescente, e deste Estado.
Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais, 16/8/22.

Class. / Município / Casos 26/7 a 2/8 / Casos 9 a 16/8 / Var.%
1º Ribeirão das Neves 0 0 0
2º Governador Valadares 239 176 -26,4
3º Uberlândia 1.746 827 -52,7
4º Betim 71 30 -57,8
5º Montes Claros 283 109 -61,5
6º Belo Horizonte 2.798 988 -64,7
7º Ipatinga 197 29 -85,3
8º Uberaba 1.226 0 -100,0
8º Contagem 304 0 -100,0
8º Juiz de Fora 889 0 -100,0

Resumo: aumentos = 0 (0%); reduções = 9 (90%); Var. 0% = 1 (10%)

Minas Gerais 21.362 16.447 -23,0

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
16/8/22, 16h25m.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86401
De: Manoel Hygino Data: Terça 16/8/2022 10:57:07
Cidade: Belo Horizonte

A esperança do 5G

Manoel Hygino

Um carnaval, dos mais quentes, tem sido o lançamento do 5G no Brasil, como deve ter acontecido nos demais países. Em primeiro lugar, porque os homens amam a novidade, sobretudo quando vem envolvida em boas expectativas.

O homem comum deste país inventado por Cabral e seus companheiros de expedição pelo Atlântico, diante da farta publicidade em todos os meios de comunicação, fica olhando para os postes das ruas na tentativa de identificação de algum sinal do 5G.

Os jornais cá da terra dão ênfase à importância da tecnologia, a quinta geração da internet que já se vai disseminando Brasil adentro e que constitui uma espécie de milagre. Beneficiará milhões de pessoas e acenderá uma lâmpada de esperança para as famílias e o empresariado.

Cinco capitais já receberam a novidade: Brasília, Porto Alegre, João Pessoa, Belo Horizonte e São Paulo. A Anatel espera que a cobertura chegue em breve ao Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador e Goiânia, mas ainda não definição de datas.

Para ativação do sinal nessas capitais, as operadoras deverão disponibilizar uma estação a cada 100 mil habitantes. Até julho de 2024, todas as capitais e o Distrito Federal terão que chegar à taxa de uma antena a cada 30 mil habitantes.

No entanto, entra em cena o IBGE, um instituto oficial que tem o dever de só dizer e divulgar a verdade, nada mais que a verdade. Este organismo federal adverte que cerca de 40milhões de brasileiros não terão acesso à internet.

Deveras? Verdade! Quarenta milhões de pessoas deste território correspondente ao somatório dos habitantes de países como Austrália, Canadá e Portugal, em três recantos distantes do planeta. Vale observar que esse número por aqui está eliminado, de princípio, a ter benefício algum da nova tecnologia, permanecendo do jeito que vive. Ao Deus-dará.

Deste jeito e maneira, expressivo contingente de nascidos ou habitantes desta República federativa ficará distante do 5G e dos benefícios que ele trará. Para muitíssimos, contudo, é preferível um prato de feijão e arroz, com as verduras que possam chegar ao prato.

Nem falar em leite, evidentemente.

E a lei dos homens e da sociedade. Quem tem algo, adquire mais. Quem nada tem, permanece na expectativa quase sempre sombria de dias melhores. E haja esperança, que é outro alimento dos pobres e mais humildes.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86400
De: Ezequiel Novais Neto Data: Segunda 15/8/2022 20:56:28
Cidade: M. Claros

Titulo da notícia: Se acontecer na sua casa, como aqui aconteceu, ou proximidades, saiba como distinguir a perigosa e fatal cobra coral, verdadeira, da que oferece menos risco. (O relato é dos Bombeiros, em caso real)



As serpentes do gênero Micrurus (Família elapidae) são TODAS venenosas. As falsas corais pertencem a outra família. Se a serpente retirada era uma Micrurus frontalis, era sim venenosa. Se não era venenosa, não era Micrurus.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86399
De: José Ponciano Neto Data: Segunda 15/8/2022 16:56:45
Cidade: Montes Claros- MG  País: Brasil

A FORÇA DA NOSSA MAIOR FESTA CULTURAL

Passando hoje pela Praça Dr. João Alves, logo notei que o Automóvel Clube (foto) estava sendo lavado por dentro e por fora - na praça não se encontravam os moradores em situação de rua.

Curioso que sou! Perguntei às pessoas que ali estavam. O que está para acontecer diante daquela limpeza toda - no clube e na praça. - Até achei que era algum evento político.

Disseram-me que, no clube, será o local da comilança dos atores da festa (almoço e lanches) – na praça será o local da concentração dos grupos de Catopês, Caboclinhos e Marujos.

Depois de dois anos a festa voltará a nos impressionar com as danças – levantamentos de mastros - tambores e reinados. Diariamente mais de 11 mil espectadores vêm assistir os cortejos do dia 17 a 21 de Agosto.

Serão muitos turistas e montes-clarenses ausentes que estarão em Montes Claros para dançar, cantar e comer comidas tradicionais nesta celebração religiosa.

Só faltam dois dias – a cidade já está enfeitada para receber as estrelas catrumanas.

XV-XIII-MMXXII
José Ponciano Neto é Historiador membro do Instituto Histórico e Geográfico de Montyes Claros

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86398
De: Rafael Macedo Chaves Data: Segunda 15/8/2022 19:18:06
Cidade: Montes Claros/MG  País: Brasil

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Venho prestar ESCLARECIMENTOS em relação à Mensagem N° 86384, publicada neste Mural em 06/08/2022 (sábado) 8h40, notadamente sobre o teor do seguinte parágrafo:

"Resta ali, apenas, além de toda a indignação, um enorme telão publicitário eletrônico nas imediações da praça, instalado por ocasião da retirada do monumento escultural. Será "coincidência"?"

1. O reclame da Família Chaves com relação ao desaparecimento da obra de arte de autoria de Andrey Christoff da praça reflete, sobretudo, a indignação da própria sociedade montes-clarense, por se tratar de um patrimônio público instalado em espaço também público pela Prefeitura Municipal de Montes Claros/MG, por ocasião da comemoração do centenário de JOÃO CHAVES, em maio de 1985.

2. A nossa indagação aqui transcrita visa apenas ressaltar a alteração da paisagem das redondezas da praça “por ocasião da retirada do monumento escultural” sem, contudo, vincular o fato a nenhuma pessoa ou empreendimento instalado na região.

3. Conforme já descrito, o caso foi devidamente encaminhado ao Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG) e demais secretarias municipais (SEMMA, SSU, Cultura) para investigação dos responsáveis e recuperação da obra

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86396
De: Manoel Hygino Data: Sábado 13/8/2022 10:20:37
Cidade: Belo Horizonte

O irmão indígena

Manoel Hygino

Pedro Álvares Cabral descobriu o Brasil em 1500, mas os índios que por aqui existiam somente muito mais recentemente estão sendo efetivamente conhecidos, como suficientemente se começa a saber, pelos próprios donos da terra, como se costuma dizer. E eles estão se revelando em integridade, como se verifica.

Embora continuem embates em todo o território nacional, vê-se que nossos indígenas têm imensidão de si mesmos a mostrar à sociedade neste século fluente. A eleição de Ailton Krenak para a Academia Mineira de Letras é demonstração de que o povo tão bem descrito, embora resumidamente, por Caminha, tinha condições de revelar-se. Uma simples espera seria bastante.

Não podia adivinhar o autor da carta de batismo do Brasil que haveria tanta dor, tanto sacrifício, tanto sangue, para consumação de uma alta destinação histórica. O próprio Ailton, agora eleito acadêmico, narra em livro a saga dos Krenaks em inóspitas regiões, para se afirmar e expor sua grandeza.

Séculos se exigiram para assimilar de fato a relevância do significado. O processo não foi concluído, o empenho permanece e os registros por veículos de comunicação, pelos escritores das respectivas regiões e dos próprios indígenas, são reveladoras. A convivência diária, e a situação em que se encontram (e nos encontramos) com refregas que se espalham pelo território, com ênfase na Amazônia, oferecem um quadro vívido e preocupante.

No aqui, quase agora, há de aproximar-se obrigatoriamente das perseguições aos integrantes da comunidade indígena, transferida ao Reformatório Agrícola Krenak, uma chaga ainda viva na crônica de dor da tribo. Mácula que não se restringe, como se constata, à exposição, escravização e tortura de um povo no período colonial.

O ingresso de Ailton no sodalício da rua da Bahia, e publicação de suas obras, o conteúdo do número mais recente da Revista da AML, demonstram que caminhamos, embora em ritmo lento, para a melhor destinação do irmão indígena, que chegou antes de nós. Ele tem direito e merece seu lugar.

Por tudo isso que ficou dito, aconselha-se a leitura do número 91 da Revista da AML, com conteúdo precioso sobre a saga dos nossos irmãos índios. Eles chegaram aqui antes d própria história brasileira que conhecemos.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86395
De: Afonso Cláudio Data: Sexta 12/8/2022 20:19:37
Cidade: Montes Claros/MG

Covid-19 em Montes Claros

montesclaros.com: "1 mês após o fim da Expomontes, casos de covid em Montes Claros continuam caindo - e sem mortes. Confira os números. Sexta, 12/08/22 - 18h40"

I) Mortes
22 a 29/7: 1
5 a 12/8: 0
Redução de 100%
Semana anterior: aumento = infinito (msg 86385, 5/8/22)

II) Casos confirmados
22 a 29/7: 279
5 a 12/8: 129
Redução de 53,8%
Semana anterior: redução de 65,5% (msg 86385)

III) Comparações com a primeira semana diferente da dos itens I e II:

A) Mortes
24/6 a 01/7: 1
5 a 12/8: 0
Redução de 100%

B) Casos confirmados
24/6 a 01/7: 4.279
5 a 12/8: 129
Redução de 97%

IV) Números de casos de 24/6 a 12/8, por semana:

24/6 a 01/7: 4.279
01 a 8/7: 2.260
8 a 15/7: 900
15 a 22/7: 528
22 a 29/7: 279
29/7 a 5/8: 182
5 a 12/8: 129

Entre 24/6 e 12/8 ocorreram 10 óbitos.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde, Montes Claros, 12/08/22.

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
12/08/22, 20h12m.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86394
De: Ivana Ferrante Rebello Data: Sexta 12/8/2022 14:01:39
Cidade: M. Claros

Ô abre alas, que os catopés, marujos e caboclinhos vêm chegando! Em agosto, a velha cidade acorda. Montes Claros, avozinha, enfeita-se toda mocinha, com fitas, cores e estandartes. Sopra um vento norte, que entra pela frincha das portas, invade a quietude das salas e se esgueira pelos cantos das casas, acariciando a alma da gente. Em agosto, mês festeiro, pouco a pouco, abrem-se as janelas, debulham-se os terços, varrem-se os terreiros, como se tudo se preparasse em ritmos e pausas. Em agosto, os cheiros também se preparam em fornadas de biscoitos, cachaça da boa, carne de sol de dois pelos, fritando nos braseiros. Em agosto, alguma coisa sagrada se prepara e se anuncia. Quem vem chegando, não pede licença; ocupam as ruas, dobram as esquinas, acordam as lembranças, escrevem histórias. Quem vem chegando, com vento, festa e alegria, traz um canto longínquo, entoado antes de mim, antes de meus avós, antes mesmo das casas dos homens que aqui ficaram. Um canto de África e das naus portuguesas e um canto dos povos que aqui habitavam. Quem vem chegando, quem vem de lá? Os catopés, os marujos e os caboclinhos. Eles vêm festejar o Divino, São Benedito e Nossa Senhora do Rosário. E trazem os sons das irmandades pretas, as cores das pajelanças e as naus dos europeus na rica mistura dos povos que nos habitam. Antes deles, as pedras da cidade pulsam, como que anunciando. E nossos corações pressentem. Caixas, tamborins e pandeiros estão chegando. A mão preta que dita o compasso da festa convida e atiça. Há uma energia ancestral que dança na rua, brinca com os santos, ergue os mastros, saúda os passantes. Há uma história sendo desfiada em todo pé que desfila, em todo menino que passa, em cada mulher que se enfeita. Em agosto, há cortejos, reinados, brancos, pretos e indígenas, ritmo, música e adoração. Em agosto, a história da formação do povo brasileiro é encenada nas ruas de Montes Claros, na celebração dos diferentes povos que forjaram nossa alma mestiça, nossos vários falares. Em agosto, a nossa identidade se revela, em passos brincantes, batuques e cantorias. Os mastros encenam nossa fé brasileira - mestiça, sincrética e feliz manifestação do povo que nos habita. Em agosto, tudo se prepara, tudo se realiza e tudo é performance de uma história que não pode ser esquecida. Todos sabem, todos cantam, ninguém esconde do outro que, em agosto, na verdade, Montes Claros mostra sua verdadeira alma. Ivana Ferrante Rebello Presidente da Academia Montes-clarense de Letras (Esse texto é dedicado ao Mestre Zanza. Aos catopés, marujos e caboclinhos. E à querida Felicidade Tupinambá)

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86393
De: Afonso Cláudio Data: Quinta 11/8/2022 12:22:57
Cidade: Montes Claros/MG

Pandemia do coronavírus

I) Variações percentuais de MORTES por covid-19 no Brasil, em Minas Gerais e Montes Claros

A) Brasil
21 a 28/7: 1.587
4 a 11/8: 1.256
Redução de 20,9%
Fonte: OMS/JHU, 11/8/22, 8h5m

B) Minas Gerais
20 a 27/7: 186
3 a 10/8: 156
Redução de 16,1%
Fonte: SES/MG, 11/8/22, 8h15m

C) Montes Claros
20 a 27/7: 0
3 a 10/8: 0
Variação = 0%
Fonte: SES/MG, 11/8/22, 8h29m

II) Variações percentuais de CASOS de covid-19 no Brasil, Minas Gerais e Montes Claros

D) Brasil
21 a 28/7: 250.099; média diária: 250.099/7 = 35.728/dia
6 a 11/8: 71.530; média diária: 71.530/5 = 14.306/dia
Redução de 60,0%
Fonte: OMS/JHU, 11/8/22, 8h5m

E) Minas Gerais
20 a 27/7: 33.396
3 a 10/8: 19.543
Redução de 41,4%
Fonte: SES/MG, 11/8/22, 8h25m

F) Montes Claros
20 a 27/7: 385
3 a 10/8: 156
Redução de 59,5%
Fonte: SES/MG, 11/8/22, 8h29m

III) Variações percentuais dos números de mortes por covid-19 entre 21 a 28/7/22 e 4 a 11/8/22 (2 períodos de 7 dias), em ordem decrescente dos percentuais, referentes a 9 dos 10 primeiros países da classificação da Organização Mundial da Saúde.

5 países (55,5%) tiveram reduções: Itália (6,2%), Reino Unido (15,3%), França (19,9%), Brasil (20,9%) e Alemanha (30,1%).
4 países (44,4%) tiveram aumentos: Estados Unidos (12,1%), Rússia (12,8%), Coreia do Sul (82,2%) e Turquia (infinito).
O Mundo teve aumento de 38,2%. Em 4/8/22 teve redução de 5,9%.

Class. / Mortes 21 a 28/7 / Mortes 4 a 11/8 / Var. %
1º Turquia 0 337 infinito
2º Coreia do Sul 163 297 +82,2
3º Rússia 304 343 12,8
4º Estados Unidos 3.078 3.452 +12,1
5º Itália 1.069 1.003 -6,2
6º Reino Unido 1.227 1.039 -15,3
7º França 665 533 -19,9
8º Brasil 1.587 1.256 -20,9
9º Alemanha 1.204 842 -30,1
Mundo 12.771 17.646 +38,2
Fonte: OMS/JHU, 11/8/22, 9h30m

Na classificação da variação percentual o Brasil ficou no 8º lugar. Passou de 1.587 para 1.256 mortes entre os 2 períodos, com redução de 20,9%. Em 4/8/22 o Brasil teve redução de 15,2% e ficou também no 8º lugar.

Em números absolutos de mortes o Brasil ficou no 2º lugar, em ordem decrescente, com 1.256 mortes e média diária de 179 mortes entre 4 e 11/8/22. Os demais 8 países tiveram médias variando de 35 (Índia) a 493 (Estados Unidos), no 2º período.

Nas variações percentuais:
Melhor colocado hoje: Alemanha (9º lugar)
Pior colocado hoje: Turquia (infinito)

Dados do Mundo: Casos confirmados 587.596.083; Mortes 6.427.726 - Fonte: OMS/JHU, 11/8/22, 10h37m.

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
11/8/22, 12h5m - Santa Clara de Assis
68 anos do falecimento do saudoso tio Wilson Maldonado

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86392
De: Manoel Hygino Data: Quinta 11/8/2022 11:20:58
Cidade: Belo Horizonte

O drama cotidiano

Manoel Hygino

Por mais que se esforcem os homens de governo em criar um ambiente saudável no país ou pelo menos borrifar um jato de esperança entre os vários segmentos sociais, o resultado não tem sido satisfatório: os brasileiros estão envoltos por um manto de descrença de melhores tempos.

Nem tudo decorre da pandemia que ainda nos aborrece deixando rastros de dor. Os que têm de ir, principalmente aos supermercados e armazéns de bairros e vilas, manifestam seu descontentamento ao conferirem os preços e os minguados reais recebidos. As televisões mostram. Sem contar a repetição de imagens de barracos despidos do mínimo imprescindível à sobrevivência.

São 30 milhões, ou menos ou mais, mas são multidões que passam fome, em todos os estados e regiões. As cenas a que se assistem, são simplesmente dramáticas e se constata que o apelo é para os que têm alguma coisa, alguma sacola plástica com um pouco de alimento, a doam aos que de nada dispõem. Não esperam do poder público.

Anuncia-se que a taxa de desemprego ficou em 9,3% no trimestre encerrado em junho, queda de 1,8% na comparação com o trimestre anterior. É o menor patamar para o período desde 2015, quando a taxa ficou em 8,4%. O número de desempregados recuou 15,6% em relação ao trimestre anterior, representando 1,9 milhão de pessoas a menos em busca de trabalho.

É bonito dizer que a população ocupada é a maior desde o início da série histórica da pesquisa há dez anos. Uma década transcorrida! Há tantos milhares, porém, sem qualquer fonte de dinheiro para comprar o mínimo indispensável – a si e à família.

Não é o momento para vangloriar-se. Onde falta alimentação, falta saúde, e aí vem uma série de desencantos e sofrimentos.

Pesquisa recente aponta sobre a insegurança alimentar e divide em 3 níveis:

Leve – quanto o acesso aos alimentos no futuro, além de queda na qualidade adequada dos alimentos para não comprometer a quantidade;

Moderada – quando há redução quantitativa no consumo de alimentos entre os adultos e/ou ruptura nos padrões de alimentação;

Grave – quando há ruptura nos padrões de alimentação resultante da falta de alimentos entre todos os moradores do domicílio, incluindo crianças. Nesse nível de insegurança alimentar, as pessoas convivem com a fome.

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento, em sua mais recente projeção do crescimento da economia mundial, para 2022, revela o Brasil com uma das mais baixas taxas no planeta. Não é para rir.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86391
De: Afonso Cláudio Data: Terça 9/8/2022 15:48:03
Cidade: Montes Claros/MG

Incêndio em subestação da CEMIG

Às 10h48m de ontem, 8/8/22, começou um incêndio na Subestação Sion, no bairro São Pedro, região Centro-Sul de Belo Horizonte.
A fumaça escura podia ser vista de diversos pontos da cidade.
No início da ocorrência, 8 bairros ficaram sem energia elétrica.
As causas do incêndio ainda estão sendo apuradas.
Felizmente não houve feridos, apesar dos riscos à segurança, ao meio ambiente e à saúde humana e de animais, devido ao fogo e à fumaça tóxica.
Interrupções de fornecimento de energia elétrica acidentais desse porte causam enormes transtornos para as diversas classes de consumidores (residencial, comercial, industrial, hospitais, escolas, sinais de trânsito e de Internet etc.).
Segundo os bombeiros, a princípio, o fogo estava localizado no último andar (5º) e atingiu um gerador.
Às 16h42m a energia elétrica foi restabelecida para os consumidores e às 17h46m o incêndio foi debelado.
Para se ter uma idéia da importância da subestação citada, ela atende 61.888 consumidores, ou seja, cerca de 35% do número de consumidores atendidos pelas 3 subestações de Montes Claros, que é de 178.957.
Considerando o número atual de subestações da CEMIG e as previsões de novas unidades, essa ocorrência de ontem vem alertar à Empresa que é indispensável um diagnóstico preciso e detalhado das causas do incêndio, para que sejam eliminados os riscos de acidentes semelhantes em outras subestações, por motivos iguais ou parecidos, visando a otimização da qualidade do serviço prestado aos consumidores em toda a sua área de atuação, para melhor colocação dessa Concessionária no Ranking de Continuidade da ANEEL, bem como a prevenção de eventuais acidentes com consumidores e eletricitários.

Afonso Cláudio de Souza Guimarães - Engenheiro Eletricista
09/08/2022, 15h34m

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86390
De: Manoel Hygino Data: Terça 9/8/2022 13:16:39
Cidade: Belo Horizonte

O humor sadio

Manoel Hygino

No tempo especialmente difícil que atravessamos em que os homens públicos digladiam em termos de baixo calão para comentar os fatos e sobre as pessoas, pesa registrar o passamento do cidadão José Eugênio Soares, nacionalmente conhecido como Jô. É triste o seu adeus ao país em que nascera há 84 anos, caiu como uma névoa que obriga meditar sobre sua significação na sociedade.

Nunca foi visto e ouvido com acerbas críticas a quem quer que seja, a xingar a imprensa com palavrões, a usar o linguajar espúrio, a ferir quem quer que seja pela exposição de suas ideias. Foi um cavalheiro, na melhor acepção do vocábulo.

O humorismo é uma doutrina, uma forma de expressão a que os franceses chamam esprit, introduzida no vocabulário inglês pelos intelectuais. Já se disse que os britânicos sabem permanecer muito sérios enquanto estão troçando, sem darem a impressão de que brincam ou caçoam, no que consiste o que se chama humor. Nesse vinagre, a que se dá sempre o nome de humor, há sempre açúcar.

É coisa séria, pois. Já se afirmou que, no âmago dos grandes humoristas, há sempre uma ânsia de qualquer coisa de transcendente, encontrando-se, em cada uma, a mistura de idealidade e de espírito burlesco, de cômico e doloroso. Com isso, a crítica, tratada mais ou menos benevolamente flui a razão. Li alhures que o humorismo é uma ironia filosófica do sábio desenganado, que termina por rir de tudo que existe m volta e que não consegue mudar para melhor ou sanar de vez.

Enfim: o esprit corresponde à arriscada virtude da Justiça, o humorismo, a virtude da temperança e da humildade, acompanhando do sentimento de seus mistérios.

O fino comportamento, a espontaneidades, o humor malicioso, parecem despertar em todos os brasileiros algo assim, que não irá perder-se rapidamente ao fragor dos destemperos da vida cotidiana e de muitos homens que faze, política. Perdemos um severo, mas benévolo observador da sociedade que não perdia as minúcias, saliências e reentrâncias das ações de pessoas que pretendem estar acima ou além do circuito humano. Os romanos tinham razão: ridendo castigat mores.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86389
De: Afonso Cláudio Data: Segunda 8/8/2022 15:15:30
Cidade: Montes Claros/MG

Covid-19 em Minas Gerais

I) Variações percentuais dos números de mortes devidas à Covid-19 entre 18 a 25/07/22 e 01 a 08/08/22 (2 períodos de 7 dias), relativas aos 10 municípios de maiores populações de Minas Gerais, em ordem decrescente, e deste Estado.

Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de MG, 08/08/22, 12h19m.

Class. / Município / Mortes de 18 a 25/07/22 / Mortes de 01 a 08/08/22 / Var. %

1º Montes Claros 0 1 infinito
2º Betim 1 3 +200,0
3º Uberaba 5 6 +20,0
4º Belo Horizonte 29 30 +3,4
5º Ribeirão das Neves 2 2 0
6º Contagem 8 7 -12,5
7º Juiz de Fora 8 5 -37,5
8º Uberlândia 11 6 -45,5
9º Ipatinga 2 1 -50,0
10º Governador Valadares 11 4 -63,6

Resumo: aumentos = 4 (40%); reduções = 5 (50%); var. 0% = 1 (10%)

Minas Gerais 188 179 -4,8

II) Variações percentuais dos números de casos confirmados, devidos à Covid-19, entre 18 a 25/07/22 e 01 a 08/08/22 (2 períodos de 7 dias), relativos aos 10 municípios de maiores populações de Minas Gerais, em ordem decrescente, e deste Estado.

Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de MG, 08/08/22, 12h19m.

Class. / Município / Casos de 18 a 25/07/22 / Casos de 01 a 08/08/22 / Var. %
1º Betim 280 827 +195,3
2º Juiz de Fora 0 0 0
3º Uberlândia 1.331 1.014 -23,8
4º Governador Valadares 607 455 -25,1
5º Belo Horizonte 4.470 1.688 -62,2
6º Contagem 746 174 -76,7
7º Ipatinga 381 88 -76,9
8º Montes Claros 700 133 -81,0
9º Uberaba 6.829 596 -91,3
10º Ribeirão das Neves 2.314 0 -100,0

Resumo: aumentos = 1 (10%); reduções = 8 (80%); var. 0% = 1 (10%)

Minas Gerais 41.984 19.131 -54,5

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
08/08/22, 14h34m - São Domingos (1.170 - 1.221)
70 anos do falecimento da Irmã Beata (1.880 - 1.952)
42 anos do falecimento do Cônego Quirino (1.916 - 1.980)



***

Efemérides: 8 de agosto de 1952

1952 _ Falece, em Belo Horizonte, a Irmã Beatriz. A Irmã Beata, como ficou carinhosamente tratada e conhecida em Montes Claros.

Nasceu em Batten, Holanda, a 29 de janeiro de 1880 ingressando, em 1903, na Irmandade. Vindo para o Brasil, desembarcou no Rio de Janeiro em 1911, tendo chegado a Montes Claros a 1° de fevereiro de 1912, indo diretamente para a Santa Casa de Caridade, que dirigiu por cêrca de 40 anos, com infinita dedicação, como enfermeira atenta e carinhosa.

Foi uma das auxiliares no restabelecimento do Colégio Imaculada Conceição, o que se realizou a 7 de março de 1927.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86388
De: Afonso Cláudio Data: Sábado 6/8/2022 19:44:32
Cidade: Montes Claros/MG

I) Variações percentuais de MORTES por covid-19 no Brasil, em Minas Gerais e Montes Claros

A) Brasil
14 a 21/7: 1.735
28/7 a 4/8: 1.471
Redução de 15,2%
Fonte: OMS/JHU, 4/8/22, 8h8m

B) Minas Gerais *
14 a 21/7: 182
29/7 a 5/8: 202
Aumento de 11,0%
Fonte: SES/MG, 6/8/22, 10h15m

C) Montes Claros
14 a 21/7: 1
29/7 a 5/8: 1
Variação = 0%
Fonte: SES/MG, 6/8/22, 10h20m

II) Variações percentuais de CASOS de covid-19 no Brasil, Minas Gerais e Montes Claros

D) Brasil
14 a 21/7: 377.515; média diária: 377.515/7 = 53.931/dia
28/7 a 6/8: 290.077; média diária: 290.077/9 = 32.231/dia
Redução de 40,2%
Fonte: OMS/JHU, 6/8/22, 10h35m

E) Minas Gerais
14 a 21/7: 46.590
29/7 a 5/8: 19.761
Redução de 57,6%
Fonte: SES/MG, 6/8/22, 10h41m

F) Montes Claros
14 a 21/7: 578
29/7 a 5/8: 129
Redução de 77,7%
Fonte: SES/MG, 6/8/22, 11h02m

III) * Médias mortes/dia em Minas Gerais
4/7 19; 11/7 26; 18/7 53; 25/7 27; 01/8 29; 5/8 29

Médias casos/dia em Minas Gerais
4/7 8.742; 11/7 8.201; 18/7 6.997; 25/7 5.998; 01/8 3.119; 5/8 2.823

Na mensagem 86383, de 04/08/22, há um alerta sobre a tendência das médias de mortes por dia não caírem e permanecerem próximo de 28, mesmo com as quedas das médias de casos por dia.
A solução depende da vacinação atingir maior percentual da população, incluindo as doses de reforço, do uso da máscara, conforme determinam as autoridades e da higienização frequente das mãos, com água e sabão ou álcool em gel, dos objetos e dos ambientes, como amplamente divulgado.

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
06/08/22, 19h32m - Transfiguração do Senhor

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86387
De: Manoel Hygino Data: Sábado 6/8/2022 10:45:59
Cidade: Belo Horizonte

Como em agosto

Manoel Hygino

Na madrugada de 18 de julho, em que falecera seu irmão Reynaldo, um ano antes, o cineasta Paulo Henrique Souto, de 75 janeiros, disse adeus a Montes Claros – sua terra e sua gente.

Depois de mais de mês internado com problemas cardíacos, o filho do comerciante João Souto e D. Nininha Veloso, cineasta de prestígio nacional, recolheu-se ao Bonfim, no cemitério de tarde dominical, para o descanso após décadas de operosa atividade no Rio de Janeiro.

Formado em Comunicação Social em Belo Horizonte e, em seguida, como ator no Tablado, de Maria Clara Machado na antiga capital da República, Paulo Henrique preencheu o lugar que lhe parecia reservado. Levou ao Brasil a cultura montes-clarense e norte-mineira, ainda não explorada tematicamente como necessário.

Conhecia, admirava e amava a terra natal de que se fez referência. Dele, disse Júnia Rebello Velloso, diretora de Projetos e Eventos da Secretaria de Cultura: “ele carregou sua terra na alma. Fez pontes, inspirou muitos no caminho e foi agregador quando se tratava de cinema”. De volta à sua cidade, recebia a todos, abria portas e incentivava realizações na arte e na cultura.

Defensor da preservação do cerrado, ator, produtor e diretor de cinema, produziu “Cabaré Mineiro” e “Escolhido de Iemanjá”, já reconhecido como profissional completo até pelos concorrentes.

Cuidou muito, especialmente dos costumes e tradições locais montes-clarenses, com ênfase das Festas de Agosto, que enfeitam e entusiasmam as ruas durante os meses de agosto, há quase dois séculos. Orgulhoso, transportou estas imagens às telas do território nacional. Tendo dirigido “Anibal, um carroceiro e seus marujos”.

A memória de Paulo Henrique permanecerá entre os conterrâneos, como as alegres festas do oitavo mês do ano. Memória não se apaga, pelas épocas vindouras, gerações montes-clarenses se encontrarão através daquilo que produziu esplendidamente o conterrâneo querido.


Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86386
De: José Ponciano Neto Data: Sábado 6/8/2022 10:07:02
Cidade: Montes Claros- MG  País: Brasil

SUMIÇO DE OBRAS DE ARTES CULTURAIS

A mensagem 86.384 do Rafael Chaves reacende quanto são importantes as obras de artes feitas pelos os beneméritos artistas de Montes Claros em homenagem às personalidades além das esculturas representativas do nosso Norte de Minas.

Esta mania de sumir com obras de artes tornou-se rotineira nos últimos 20 anos. Primeiro quero citar o sumiço de uma das maiores obras que sumiram foi o chinelão dos tropeiros – obra do médico e artista plástico Konstantin Christoff; esta obra representava não só os tropeiros, mas, também, o trabalhador rural.


O chinelão original era menor, muito bem trabalhado, tinha a impressão do pé e outros detalhes, porém, vítima do vandalismo, o levaram para o conserto e nunca mais voltou. No seu lugar foi colocada uma réplica (horrorosa) – bem maior – sem os detalhes da obra original. É saber onde foi parar o chinelão original. Uma arte tão preciosa que SUMIU (?).

Outra obra de homenagem que SUMIU foi o busto do grãomogolense e ex-deputado provincial de Minas Gerais professor Camilo Philinto Prates que ficava dentro da Praça da Matriz em frente a sua residência. No lugar colocaram uma placa com o título que não condiz – ao invés de Revitalização, colocaram Inauguração – sem a homenagem póstuma ao Paulo Ribeiro colaborador da reforma.

- Onde está a mini estátua do Juscelino Kubitschek que ficava próxima a Praça dos jatobás (Av. Vicente Guimarães c/ Mestra Fininha? - Sumiu!

Cadê os postes originais de iluminação das Praças Dr. Chaves (mátria) e da Dr. Carlos. Eram verdadeiras obras de artes e caríssimos? Simplesmente sumiram! Alguns deles sei onde estão!

Agora Rafael Chaves está indignado com o sumiço do monumento escultural do poeta, compositor, instrumentista e jurista JOÃO CHAVES – obra produzida pelo filho do Dr. Konstantin Christoff - o escultor e arquiteto Andrey Christoff.
Alguém tem que dar conta dos sumiços – diga-se de passagem, não é dagora!

Adendo: Falta uma escultura para homenagear o instrumentista negro Sr. Geraldo Paulista – para fazer parte às demais que estão no trevo que dar acesso ao bairro JK próximo a Lagoa Interlagos.

VI-VIII-MMXXII
(*) José Ponciano Neto é Historiador e Escritor membro do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros e da Academia Maçônica de |Letras do Norte de Minas.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86385
De: Afonso Cláudio Data: Sexta 5/8/2022 21:26:04
Cidade: Montes Claros/MG

Covid-19 em Montes Claros

montesclaros.com: "M. Claros registra mais 182 casos de covid. Há 1 morte, de homem de 57 anos. Percorra os números. Sexta, 05/08/22 - 18h08."

I) Mortes
15 a 22/7: 0
29/7 a 5/8: 1
Aumento: infinito (divisão por zero)
Semana anterior: redução de 75% (mensagem 86375, de 29/7/22)

II) Casos confirmados
15 a 22/7: 528
29/7 a 5/8: 182
Redução de 65,5%; semana anterior: redução de 69,0% (mensagem 86375).

III) Comparações com a primeira semana diferente da dos itens I e II:

A) Mortes
24/6 a 01/7: 1
29/7 a 05/8: 1
Variação percentual = 0 (nem redução, nem aumento)

B) Casos confirmados
24/6 a 01/7: 4.279
29/7 a 05/8: 182
Redução de 95,8%

IV) Números de casos de 24/6 a 5/8, por semana

24/6 a 01/7: 4.279
01 a 8/7: 2.260
8 a 15/7: 900
15 a 22/7: 528
22 a 29/7: 279
29/7 a 5/8: 182

Entre 24/6 e 5/8 ocorreram 10 óbitos.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde, Montes Claros, 05/08/22.

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
05/08/22, 21h21m.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86384
De: Rafael Macedo Chaves Data: Quinta 4/8/2022 17:37:53
Cidade: Montes Claros/MG  País: Brasil

Venho aqui compartilhar a indignação de familiares, amigos e grande número de pessoas de bem da nossa comunidade em relação a um fato clamoroso ocorrido recentemente aqui em Montes Claros.
Num ato criminoso e absolutamente inaceitável, serraram, retiraram e deram destino incerto, até o momento, na escultura de ferro maciço feita pelo saudoso arquiteto e artista plástico Andrey Christoff, que se encontrava na praça em frente ao Posto Varanda, entre a Av. Mestra Fininha e Rua Raul Corrêa.
O monumento escultural foi instalado pela Prefeitura de Montes Claros em homenagem ao poeta, compositor, instrumentista e jurista JOÃO CHAVES, por ocasião da comemoração de seu centenário natalício, em maio de 1985.
Resta ali, apenas, além de toda a indignação, um enorme telão publicitário eletrônico nas imediações da praça, instalado por ocasião da retirada do monumento escultural. Será "coincidência"?
O caso foi encaminhado ao MPMG e demais secretarias responsáveis pela área (SSU, SEMA, Cultura) para investigação dos responsáveis e recuperação da obra.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86383
De: Afonso Cláudio Data: Quinta 4/8/2022 10:36:47
Cidade: Montes Claros/MG

Pandemia do coronavírus

Variações percentuais dos números de mortes por covid-19 entre 14 a 21/07/22 e 28/07 a 04/08/22 (2 períodos de 7 dias), em ordem decrescente dos percentuais, referentes aos 10 primeiros países da classificação da Organização Mundial da Saúde.
4 países (40%) tiveram reduções: Reino Unido (3,5%), Brasil (15,2%), França (16,4%) e Índia (85,4%).
6 países (60%) tiveram aumentos, variando de 21,7% (Rússia) a 297,2% (Alemanha)
O Mundo teve redução de 5,9%. Em 28/07/22 teve redução de 31,6%.

Class. / País / Mortes 14 a 21/07/22 / Mortes 28/07 a 04/08/22 / Var. %

1º Alemanha 214 850 +297,2
2º Coreia do Sul 98 187 +90,8
3º Turquia 96 157 +63,5
4º Estados Unidos 2.121 3.278 +54,5
5º Itália 874 1.129 +29,2
6º Rússia 235 286 +21,7
7º Reino Unido 1.151 1.111 -3,5
8º Brasil 1.735 1.471 -15,2
9º França 677 566 -16,4
10º Índia 2.876 419 -85,4
Mundo 17.408 16.391 -5,9
Fonte: OMS/JHU, 04/08/22, 8h8m.

Na classificação da variação percentual o Brasil ficou no 8º lugar. Passou de 1.735 para 1.471 mortes entre os 2 períodos, com redução de 15,2%. Em 28/07/22 o Brasil teve redução de 6,2%, ficando no 6º lugar.
Em números absolutos de mortes o Brasil ficou no 2º lugar, em ordem decrescente, com 1.471 mortes e média diária de 210 mortes entre 28/7 e 4/8/22. Os demais 9 países tiveram médias variando de 22 (Turquia) a 468 (Estados Unidos), no 2º período.
Nas variações percentuais:
Melhor colocado hoje: Índia (10º lugar).
Pior colocado hoje: Alemanha (1º lugar).

Dados do Mundo: Casos confirmados 580.709.440; Mortes 6.410.053. Fonte: OMS/JHU, 04/08/22, 9h13m.

Manchete (alerta muito importante):
Uai/EM, 03/08/22: "COVID: queda na média de casos ainda não reflete na redução de mortes em Minas Gerais".
"Média de notificação de óbitos é próxima de 28 mortes por dia em Minas, e ainda não apresenta indicativo de queda."
Abaixo, resumo do número de municípios que tiveram reduções de casos e de mortes, entre os 10 de maiores populações do Estado, entre 4/7 e 01/08/22:

Data / nº mun. com redução casos / nº mun. com redução mortes / média mortes/dia em MG

4/7 1 3 19
11/7 2 6 26
18/7 8 2 53
25/7 8 4 27
01/8 8 5 29

Afonso Cláudio
4/8/22, 10h25m - São João Maria Vianney (Santo Cura D`Ars) (1786-1859), Dia do Padre.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86382
De: Manoel Hygino Data: Terça 2/8/2022 11:17:59
Cidade: Belo Horizonte

Entre duas guerras

Manoel Hygino

O jogo está praticamente feito, falta cumprir agora o tempo, que já se pode medir por dias. Definidos os candidatos em convenções partidárias, a imprensa admite que o restante da temporada poderá ser marcada por turbulência na campanha eleitoral.

Lula, um ex, e Bolsonaro, o atual presidente, permanecem na liderança das pesquisas. Os demais lutam para vencer resistências em suas próprias agremiações e aliar-se a outras num jogo arriscado. Nenhum capitão do Exército cá entre nós, alcançou a chefia do Executivo numa eleição, a não ser Bolsonaro, pretendente a um segundo mandato.

No dia 18 de julho, o antigo oficial verde-amarelo informou aos jornalistas que teria, como teve, uma conversa telefônica com Putin, logo ele anti-comunista de carteirinha, numa hora em que a guerra Rússia-Ucrânia se acha em pleno desenrolar. À tarde, dirigiu-se aos jornalistas chatos, sempre incômodos se não estão a nosso lado:

-Isso não pode vazar, é segredo de Estado, e esclareceu que falara com o titular do Kremlin por cerca de três horas: “falamos por três horas, muita coisa”.

No decorrer da troca de informações, aduziu que também falaria com Volodymyr Zelensky, pois poderia colaborar para o fim da guerra, mas observando que “não sabia o que ele teria a falar comigo. O Zelensky, né? Mas eu pretendo falar para ele o que eu acho, né? Se perguntar para mim alguma coisa, onde podemos colaborar, eu vou dar a minha opinião, já que só vou dar, se ele pedir”.

Enquanto isso acontecia, os russos atacavam novamente o território ucraniano, velhos e crianças morriam, e Putin confessava pela primeira vez, que desejava tirar Zelensky da presidência. Ele se teria negado a permitir que as forças de Putin tomassem o território vizinho, para assegurar o sonho soviético de ampliar suas fronteiras?

Pelo menos foi isso o que se depreende das palavras do ministro das Relações Exteriores, Sergey Lavrov. Zelensky não concorda. No Brasil, a guerra será no voto.

A despeito de tudo, das fortes pressões, a Ucrânia não se dispõe a ceder. Segundo maior país da Europa, atrás somente da Rússia, conhece seu potencial como celeiro, embora dependente do gás. Resta esperar com paciência, armas e apoio do mundo ocidental.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86381
De: Afonso Cláudio Data: Segunda 1/8/2022 21:41:01
Cidade: Montes Claros/MG

2 gravíssimos acidentes de trânsito em Montes Claros

I) montesclaros.com: "Carreta tomba e carga de madeira cai e mata ciclista em trevo movimentado de M. Claros. Segunda, 01/08/22 - 10h39m."

A notícia diz que "na ocorrência policial, foi anotado: a carga ultrapassava a altura do painel frontal e os limites das tampas laterais e traseiras em aproximadamente 90 centímetros, o que configura infração de trânsito."
Nesse acidente faleceu o ciclista, no local, Sr. Gerson Pereira Ramos, de 57 anos. Infelizmente, mais uma vida preciosa que é ceifada brutalmente.
E mais uma vez percebe-se como motoristas, ciclistas, motociclistas e pedestres põem em risco, com frequência, as suas vidas e de outros.
Verificamos no quadro da mensagem 86374, de 28/7/22, "Quantidade de veículos por tipos", referentes a 90 acidentes de trânsito na BR-251, Zonas urbanas/rurais e MGs as participações de 19 motocicletas (11 mortos) e 4 bicicletas (6 mortos).
Em relação ao total de mortes nos 90 acidentes nesses três locais (57 mortos), o total de mortos em veículos de 2 rodas (17) representa 29,8% (=17/57), sendo apenas 2 dos 12 tipos de veículos envolvidos nos acidentes.
Além da provável irregularidade da carga da carreta, narrada na ocorrência policial e não identificada previamente, será que o ciclista transitava em pista do tipo ciclovia, sinalizada, protegida contra veículos pesados, proporcionando-lhe segurança no trevo movimentado?
Ou que pelo menos a pista do ciclista não fosse tão próxima da pista dos veículos de maior porte e velocidade?

II) g1/GM, 29/07/22, 15h27m: "Criança fica gravemente ferida após batida entre dois carros no cruzamento de avenidas em Montes Claros."

Local: cruzamento das avenidas Sidney Chaves e Deputado Esteves Rodrigues.
"Segundo as informações do boletim de ocorrência, ela seguia de carro com o pai e a mãe, quando o acidente aconteceu. A criança foi ejetada do veículo.
Ainda consta no registro que a colisão foi transversal e que foi confirmado que havia uma placa de parada obrigatória para o outro automóvel, conduzido por uma mulher."
A menina teve traumatismo crânio encefálico grave, foi imobilizada, intubada e encaminhada para a Santa Casa de Montes Claros.
Os motoristas dos dois carros foram submetidos ao teste do bafômetro, que deu negativo.

- a placa de parada obrigatória, se obedecida pela motorista, deveria evitar tão grave acidente.
- será que a criança usava o cinto de segurança do veículo?

Todo acidente ocorre por um conjunto de causas.
A análise e prevenção de acidentes devem ser sempre colocadas em prática nas diversas áreas das atividades humanas e a educação no trânsito é indispensável para maior segurança de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres.

Eng. Afonso Cláudio de Souza Guimarães
01/08/22, 21h31m - Santos Afonso e Cristóvão, abençoem todos os motoristas e passageiros.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86380
De: Afonso Cláudio Data: Segunda 1/8/2022 14:19:30
Cidade: Montes Claros/MG

Covid-19 em Minas Gerais

I) Variações percentuais dos números de mortes devidas à Covid-19 entre 11 a 18/07/22 e 25/07 a 01/08/22 (2 períodos de 7 dias), relativas aos 10 municípios de maiores populações de Minas Gerais, em ordem decrescente, e deste Estado.

Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de MG, 01/08/22, 09h44m.

Class. / Município / Mortes de 11 a 18/07/22 / Mortes de 25/07 a 01/08/22 / Var. %

1º Ipatinga 0 1 infinito
2º Betim 1 4 +300,0
3º Belo Horizonte 28 42 +50,0
3º Ribeirão das Neves 2 3 +50,0
4º Governador Valadares 6 7 +16,7
5º Uberlândia 9 8 -11,1
5º Juiz de Fora 9 8 -11,1
6º Uberaba 5 3 -40,0
7º Contagem 8 3 -62,5
8º Montes Claros 7 1 -85,7

Resumo: aumentos = 5 (50%); reduções = 5 (50%)

Minas Gerais 370 203 -45,2

II) Variações percentuais dos números de casos confirmados, devidos à Covid-19, entre 11 a 18/07/22 e 25/07 a 01/08/22 (2 períodos de 7 dias), relativos aos 10 municípios de maiores populações de Minas Gerais, em ordem decrescente, e deste Estado.

Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de MG, 01/08/22, 09h44m.

Class. / Município / Casos de 11 a 18/07/22 / Casos de 25/07 a 01/08/22 / Var. %

1º Uberlândia 2.091 2.308 +10,4
2º Ribeirão das Neves 0 0 0
3º Uberaba 1.752 1.251 -28,6
4º Belo Horizonte 4.795 2.795 -41,7
5º Juiz de Fora 1.602 892 -42,3
6º Governador Valadares 499 234 -53,1
7º Montes Claros 721 315 -56,3
8º Contagem 830 319 -61,6
9º Ipatinga 681 196 -71,2
10º Betim 303 83 -72,6

Resumo: aumentos = 1 (10%); reduções = 8 (80%); var. 0% = 1 (10%)

Minas Gerais 48.980 21.837 -55,4

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
01/08/22, 11h31m - Santo Afonso (1696-1787)

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86378
De: Afonso Cláudio Data: Segunda 1/8/2022 10:50:03
Cidade: Montes Claros/MG

"Com os 18 mm das chuvas nesta tarde, no Alto dos Morrinhos, total apurado desde outubro vai a 977 mm." montesclaros.com, 18/2/22, 18h13m.

Somando 25mm, medidos em 11/4/22, e 3 mm, medidos em 16/5/22, temos um total de 1.005 mm entre 10/10/21 e 31/7/22 em Montes Claros. (fonte: montesclaros.com)

Portanto, entre outubro/21 e 31/7/22, ou sejam, 9 meses, choveram 1.005 mm em Montes Claros, sendo que, nas bacias hidrográficas que contribuem para a barragem de Juramento, choveram 1.241,0 mm, em período idêntico, conforme a mensagem 86377, de ontem.

Afonso Cláudio
01/08/22, 10h14m - Santo Afonso (1696-1787)

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86377
De: José Ponciano Neto Data: Domingo 31/7/2022 13:13:59
Cidade: Montes Claros- MG  País: Brasil

BARRAGEM DA COPASA EM JURAMENTO- MG – 31 de Julho 2022

A Barragem da Copasa no município de Juramento conta com 69,3 % da sua capacidade total.
- O reservatório perdeu apenas 2,7 % em 31 dias; mantendo o maior volume desde 2014.

Do mês de OUTUBRO/2021 a 31 de JULHO 2022 - choveram 1.241,0 milímetros (média) nas BACIAS HIDROGRÁFICAS QUE CONTRIBUEM PARA BARRAGEM.= - Rio Saracura – Rio Juramento e Rio Canoas.

Não há previsão de chuva para próximos 15 dias – Temperatura MÍNIMA (madrugada) poderá cair para 10º 11º 12º dias 03; 04;05;06. Agosto – Temperatura MÁXIMA chegará 34º na próxima semana. Previsão INMET para região de Juramento-MG e Montes Claros-MG

A vazão média de Montes Claros para atender os 420.000 habitantes nativos e mais 60.000 flutuantes, está atualmente entorno de 1.000 litros por segundo – hoje a cidade conta com os TRÊS GRANDES Sistemas: o São Francisco – Sistema Pacuí – Barragem de Juramento e outras PEQUENAS CAPTAÇÕES como: contribuição Lapa Grande 10,2% - Rebentão dos 06,0% Ferros – Barragem dos Porcos (BR.365) 06,0% – 18 poços profundos e a Captação Sazonal do Rio Verde Grande na comunidade de Riacho do Fogo – esta última opera somente no período chuvoso.

Neste mês: 17 Julho foi comemorado o Dia do Protetor de Floresta (“Curupira”) – data que serve para a reflexão sobre a importância da preservação dos recursos naturais.

XXXI - VII - MMXXII
(*) José Ponciano Neto é Historiador/Escritor - Colunista no montesclaros.com - Técnico em Recursos Hídricos - Supervisor de Gestão de Barragens. Um dos responsáveis pelo monitoramento do Rio São Francisco que viabilizou o sistema de captação. Ex - supervisor de Estação Climatológica com tanques Classe A.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86376
De: Manoel Hygino Data: Sábado 30/7/2022 08:12:09
Cidade: Belo Horizonte

Captar ou capturar

Manoel Hygino

A língua portuguesa anda em dificuldade para ser usada em nosso país. Sempre foi assim, mas agora revela novas facetas interessantes que chamam a atenção. Por exemplo, estamos seguidamente confundindo captar com capturar.

Busquei no conceituado Paschoal Cegalla e Aires da Matta Machado Filho, ex-confrade na Academia Mineira de Letras, informações que me habilitassem historicamente escrever sobre os motivos do engano. Nada. Suponho que na época de ambos não existia o problema.

Hoje, contudo, é extremamente costumeiro e contumaz pessoas finas, que se expressam por rádio, televisão e imprensa escrita dizerem que “capturam” imagens e sons através dos veículos eletrônicos. Pergunto eu: capturaram?

Até recentemente, capturavam-se bandidos que escapavam à sanção das leis, os espertos meliantes em suas várias especialidades, os que não querem cumprir prisão por fraudes e crimes, os fugitivos. Captar é outro vocábulo e outro sentido.

É bom conhecer melhor captar é atrair a si, apanhar por meios astuciosos, ardilosamente ou não: recolher, as boas graças, aproveitar. Consulte-se o dicionário. Quanto a capturar é prender alguém, apreender, arrestar.

Deste modo, os policiais não captam na via pública, em sua residência ou em esconderijo: lá eles são capturados para serem conduzidos à pena ou ao julgamento; como tampouco os ouvintes ou assistentes de tevê não “capturam” entrevistas, novelas ou programas esportivos.

O professor Aires, que sofria terrivelmente com a deficiência visual, teria talvez necessidade de “capturar” por algum instrumento ou ferramenta especial além dos óculos, as imagens que lhe faltavam em certos momentos. Mas foi um herói vencendo óbices para ver mais e mais nos ensinar. Ótimo.

Na eleição deste 2022, os candidatos vão captar ou capturar votos?

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86375
De: Afonso Cláudio Data: Sexta 29/7/2022 20:21:02
Cidade: Montes Claros/MG

Covid-19 em Montes Claros

montesclaros.com: "Duas semanas após o fim da Exposição Agropecuária, casos de covid em Montes Claros seguem caindo - 279. Um homem morreu, de 90 anos. Sexta, 29/07/22 - 16h07"

I) Mortes
8 a 15/7: 4
22 a 29/7: 1
Redução de 75%; redução anterior: 100% (mensagem 86366, de 23/7/22).

II) Casos confirmados
8 a 15/7: 900
22 a 29/7: 279
Redução de 69%; redução anterior: 76,7% (msg 86366)

III) Comparações com a primeira semana diferente da dos itens I e II:

A) Mortes
24/6 a 01/7: 1
22 a 29/7: 1
Variação percentual = 0 (nem redução, nem aumento)

B) Casos confirmados
24/6 a 01/7: 4.279
22 a 29/7: 279
Redução de 93,5%

IV) Números de casos de 24/6 a 29/7, por semana

24/6 a 01/7: 4.279
01 a 8/7: 2.260
8 a 15/7: 900
15 a 22/7: 528
22 a 29/7: 279

Entre 24/6 e 29/7 ocorreram 9 óbitos.

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
29/7/22, 20h0m - Santos Marta, Maria e Lázaro

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86374
De: Afonso Cláudio Data: Quinta 28/7/2022 14:38:11
Cidade: Montes Claros/MG

montesclaros.com: "Carreta transportando placas solares tomba na BR-251, na tarde desta quarta-feira, e atinge carro. 3 pessoas ficaram feridas. (E o tráfego foi à meia pista) - Quarta, 27/07/22 - 15h12"

As imagens de foto e vídeo e a descrição do acidente, mostradas na notícia publicada ontem, permitem concluir que a gravidade poderia ter sido muito maior, o que felizmente não aconteceu.
Na mensagem 86368, de 26/07/22, a BR-251 continua em destaque quanto à violência dos acidentes que lá ocorrem. E os quadros abaixo detalham ainda mais as participações de 3 dos 5 conjuntos de BRs, MGs e Zonas Urbanas/Rurais, onde ocorreram 90 dos 114 acidentes incluidos na análise daquela mensagem, sendo:

Rodovias e zonas / Quant. acid. / Feridos / Mortos
BR-251 31 64 26
ZU/ZR 28 24 15
MGs 31 65 16
Total 90 153 57

Quantidades de veículos por tipos
Tipos / BR-251 / ZU e ZR / MGs
Carreta 18 3 2
Ambulância 1 0 0
Caminhonete 4 3 4
Ônibus 4 1 2
Caminhão 9 3 8
Van 2 0 0
Motocicleta 2 14 3
Cegonheira 1 0 0
Bicicleta 1 1 2
Munck 1 0 0
Carro 3 8 18
Trator 0 1 2
Animais 0 0 2
Total 48 34 41

Estes números levaram à afirmação "as mortes da BR-251 superaram as das 31 MGs, devido ao fluxo de veículos de maior porte na BR-251, que resulta em choques mais violentos e fatais entre os mesmos".
Exemplo: o tipo de veículo com maior participação nos acidentes da BR-251 são as carretas, em número de 18, enquanto nos acidentes das MGs são os carros, também em número de 18, mas de porte muito menor do que as carretas.

Os motoristas que viajam pela BR-251 devem conduzir seus veículos com muita cautela, prudência e responsabilidade, dirigindo defensivamente, em velocidade compatível com as características dessa rodovia, que é muito perigosa, como é de amplo conhecimento e que os números desta análise confirmam mais uma vez.
Cuidados semelhantes também devem ser praticados nas demais rodovias e nas zonas urbanas e rurais.
A prevenção de acidentes é indispensável para evitar as perdas de preciosas vidas e os ferimentos nas demais vítimas.

Eng. Afonso Cláudio de Souza Guimarães
28/07/22, 14h33m
São Cristóvão abençoe todos os motoristas e passageiros!

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86373
De: fabiano fagundes Data: Quinta 28/7/2022 06:21:54
Cidade: moc -mg  País: Brasil

5G da Tim será liberado em 56 bairros de BH nesta sexta
Anatel e governo pedirão atualização de iPhone para 5G puro

5G da Claro em BH será liberado em 17 bairros a partir de sexta

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86372
De: Afonso Cláudio Data: Quinta 28/7/2022 09:09:48
Cidade: Montes Claros/MG

I) Variações percentuais de mortes por covid-19 no Brasil, Minas Gerais e Montes Claros:

A) Brasil
07 a 14/07: 1.692
21 a 28/07: 1.587
Redução de 6,2%; anterior: redução de 10,7% (mensagem 86363, de 21/07/22).
Fonte: OMS/JHU, 28/07/22, 7h59m.

B) Minas Gerais
06 a 13/07: 177
20 a 27/07: 186
Aumento de 5,1%; anterior: aumento de 2,7% (mensagem 86367, de 25/07/22).
Fonte: SES/MG, 27/07/22, 11h30m.

C) Montes Claros
06 a 13/07: 4
20 a 27/07: 0
Redução de 100,0%; anterior: redução de 100,0% (msg 86367).
Fonte: SES/MG, 27/07/22, 11h30m.

II) Variações percentuais de casos confirmados de covid-19 no Brasil, Minas Gerais e Montes Claros:

D) Brasil
07 a 14/07: 389.099
21 a 28/07: 250.099
Redução de 35,7%; anterior: redução de 21,5% (msg 86363).
Fonte: OMS/JHU, 28/07/22, 7h59m.

E) Minas Gerais
06 a 13/07: 53.954
20 a 27/07: 33.396
Redução de 38,1%; anterior: redução de 26,9% (msg 86367).
Fonte: SES/MG, 27/07/22, 11h03m.

F) Montes Claros
06 a 13/07: 2.653
20 a 27/07: 385
Redução de 85,5%; anterior: redução de 69,0% (msg 86367)
Fonte: SES/MG, 27/07/22, 11h03m.

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
28/07/22, 09h01m.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86371
De: Manoel Hygino Data: Quarta 27/7/2022 10:27:23
Cidade: Belo Horizonte

Um século de solidão

Manoel Hygino

Somente agora tenho acesso ao discurso pronunciado em 8 de dezembro de 1982, por García Márquez, Prêmio Nobel de Literatura, na Sala de Concertos de Estocolmo, Suécia. O interessante é que o grande escritor, às vezes ferindo o protocolo, exteriorizou uma profunda crítica aos europeus que colonizaram a América Latina, diante do rei Carlos XVI e da rainha, a brasileira Silvia. Ele não se constrangeu ou temeu ao abrir o verbo diante do mundo.

Em determinado trecho, afirmou: “talvez a Europa venerável fosse mais compreensiva se tratasse de nos ver em seu próprio passado. Se recordasse que Londres precisou de 300 anos para construir a sua primeira muralha e de outros 300 para ter um bispo, que Roma se debateu nas trevas da incerteza durante vinte séculos até que um rei etrusco a implantasse na história e que, em pleno século 16, os pacíficos suíços de hoje, que nos deleitam com seus queijos mansos e seus relógios impávidos, ensanguentassem a Europa com seus mercenários”.

Em trecho adiante, declarou: “a solidariedade com os nossos sonhos não nos fará sentir menos solitários, enquanto não se concretize com atos de respaldo legítimo aos povos que assumem a ilusão de ter uma vida própria na divisão do mundo”.

Explica-se: “a América Latina não quer e nem tem porque ser um peão sem rumo ou decisão, nem tem nada de quimérico para que seus desígnios de independência e originalidade se convertam em uma aspiração ocidental”.

À medida que evolui para o encerramento de sua ardente fala, o autor de “Cem anos de solidão” cresce na contundência acusativa ao colonizador: “Por que pensar que a justiça social que os europeus desenvolvidos tratam de impor em seus países não pode ser também um objetivo latino-americano, com métodos distintos e em condições diferentes? Não: a violência e a dor desmedida da nossa história são o resultado de injustiças seculares e amarguras sem conta, e não uma confabulação urdida a três mil léguas da nossa casa. Mas muitos dirigentes e pensadores europeus acreditaram nisso, com o infantilismo dos avós que esqueceram as loucuras frutíferas de sua juventude, como se não fosse possível outro destino além de viver à mercê dos dois grandes donos do mundo. Este é, amigos, o tamanho da nossa solidão”.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86370
De: Manoel Hygino Data: Terça 26/7/2022 10:42:44
Cidade: Belo Horizonte

Lá no Javari

Na Sé de São Paulo, solenidades - religiosas ou não - prestaram homenagem à memória do sertanista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips, assassinados no Oeste da Amazônia, limite do Brasil com o Peru e Colômbia. O jornalista Aylê-Salassié F. Quintão, mineiro de nascimento, conhece a região, por ter acompanhado como repórter os trabalhos do Projeto Radam, que produziu relatórios e mapas da Amazônia desconhecida, e hoje vive em Brasília.

Ele conta que Che Guevara chegou a pensar em iniciar sua incursão revolucionária pela América do Sul a partir daquela tríplice fronteira. A região abriga não apenas uma longa faixa de limite seco, como é atravessada por alguns dos principais rios da bacia amazônica: Negro, Japurá, Içá, Purus, o próprio Amazonas e seus afluentes. O governo federal mantém instalados ali várias delegacias da Polícia e da Receita Federal, da Funai, do Ibama, da Funasa e outros, inclusive bases do Comando Militar da Amazônia. Mas, de verdade, as forças que atuam na região são outras.

O jornalista e professor Aylê, que já andou meio mundo em suas missões, revela mais sobre aquele pedaço do Brasil: “O governo brasileiro está em peso representado na Amazônia, mas, aparentemente, no Oeste ninguém respeita as leis. Servidores do Estado tem, inclusive, receio de trabalhar na região. Vez por outra é assassinado um fiscal, um indigenista (19 só este ano), um missionário. Entre as transgressões mais comuns por ali estão o contrabando, lavagem de dinheiro, mineração ilegal, narcotráfico, tráfico de madeira, de armas, de pessoas e de recursos naturais, tudo controlado por chefões, localizados nas cidades próximas, por políticos e até por cartéis do lado colombiano e peruano.

Vilas e cidades rarefeitas estão isoladas. As nações indígenas vivem no interior das matas. São os “Povos da Floresta”. Há municípios em que se fala quatro a cinco línguas diferentes. Além disso, no próprio Vale do Javari, os índios vivem em confronto entre si até por território, o que torna a demarcação das terras um tema prioritário e complexo. Em novembro de 2014, dois índios matis morreram durante contato com corubos isolados. Em resposta, 15 indígenas corubos teriam sido assassinados em outro encontro, em setembro de 2015. O mesmo aconteceu com alguns madeireiros. A Funai teve a sede ocupada pelos índios em Atalaia do Norte.

Na região, o que está em jogo não é bem o território indígena físico, mas, primeiro, os recursos pesqueiros, madeireiros e de garimpo, conduzidos pelo homem branco. Segundo, a rota Javari é usada para o tráfico de drogas e o contrabando”.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86368
De: Afonso Cláudio Data: Terça 26/7/2022 09:52:21
Cidade: Montes Claros/MG

114 acidentes de trânsito

Resumo da análise das quantidades de acidentes, números de feridos e de mortes em 114 acidentes de trânsito ocorridos nas regiões Norte, Centro e Noroeste de Minas Gerais, entre 18/02/2022 e 22/07/2022.

A BR-251 tem os maiores percentuais de acidentes, números de feridos e de mortes em comparação com as BRs 135 e 365 e com as Zonas Urbanas e Rurais.

O conjunto das 31 rodovias MGs apresentou quantidades de acidentes e de feridos idênticos aos da BR-251, porém as mortes da BR-251 (26 ou 36,6%) superaram as das MGs (16 ou 22,5%), devido ao fluxo de veículos de maior porte na BR-251, que resulta em choques mais violentos e fatais entre os mesmos.

Abaixo, o quadro dos números e percentuais dos acidentes, feridos e mortes, referente aos 114 acidentes analisados, que resultaram em 168 feridos e 71 mortos:

BR-251/ BR-135/BR-365/ZU+ZR/MGs/TOTAL
Q /% Q/% Q/% Q/% Q/% Q/%
Acidentes 31/27,2 15/13,1 9/7,9 28/24,6 31/27,2
114/100,0
Feridos 64/38,1 9/5,3 6/3,6 24/14,3 65/38,7 168/100,0
Mortes 26/36,6 7/9,8 7/9,8 15/21,1 16/22,5 71/99,8

Eng. Afonso Cláudio de Souza Guimarães
9h25m, 26/07/2022 - São Joaquim e Sant`Ana
Deus abençoe todos os avós!

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86367
De: Afonso Cláudio Data: Segunda 25/7/2022 14:28:56
Cidade: Montes Claros/MG

Covid-19 em Minas Gerais

I) Variações percentuais dos números de mortes devidas à Covid-19 entre 04 a 11/07/22 e 18 a 25/07/22 (2 períodos de 7 dias), relativas aos 10 municípios de maiores populações de Minas Gerais, em ordem decrescente, e deste Estado.

Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de MG, 25/07/22, 11h23m.

Class. / Município / Mortes de 04 a 11/07/22 / Mortes de 18 a 25/07/22 / Var. %

1º Ipatinga 0 2 infinito
2º Governador Valadares 4 11 +175,0
3º Uberaba 2 5 +150,0
4º Belo Horizonte 21 29 +38,1
5º Uberlândia 9 11 +22,2
6º Contagem 7 8 +14,3
7º Juiz de Fora 10 8 -20,0
8º Ribeirão das Neves 5 2 -60,0
9º Betim 4 1 -75,0
10º Montes Claros 1 0 -100,0

Resumo: aumentos = 6 (60%); reduções = 4 (40%)

Minas Gerais 183 188 +2,7

II) Variações percentuais dos números de casos confirmados, devidos à Covid-19, entre 04 a 11/07/22 e 18 a 25/07/22 (2 períodos de 7 dias), relativos aos 10 municípios de maiores populações de Minas Gerais, em ordem decrescente, e deste Estado.

Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de MG, 25/07/22, 11h23m.

Class. / Município / Casos de 04 a 11/07/22 / Casos de 18 a 25/07/22 / Var. %

1º Ribeirão das Neves 0 2.314 infinito
2º Uberaba 1.574 6.829 +333,9
3º Belo Horizonte 5.170 4.470 -13,6
4º Uberlândia 1.975 1.331 -32,6
5º Contagem 1.127 746 -33,8
6º Governador Valadares 1.041 607 -41,7
7º Ipatinga 879 381 -56,7
8º Betim 711 280 -60,6
9º Montes Claros 2.259 700 -69,0
10º Juiz de Fora 1.366 0 -100,0

Resumo: aumentos = 2 (20%); reduções = 8 (80%)

Minas Gerais 57.410 41.984 -26,9

Manchete:

Folha de São Paulo, 23/7/22: "Covid volta a acender alerta na Europa, que vive 7ª onda e teme nova alta no inverno."

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
25/07/22, 14h22m - Santos Cristóvão e Tiago Apóstolo

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86366
De: Afonso Cláudio Data: Sábado 23/7/2022 09:28:04
Cidade: Montes Claros/MG

Covid-19 em Montes Claros
montesclaros.com: "Casos de covid em M. Claros caem nas últimas 4 semanas, assim: 4.279, 2.260, 900 e 528, agora, sem registro de morte
Sexta 22/07/22 - 16h56"

I) Mortes

01 a 8/7/22: 1.075 - 1.072 = 3
15 a 22/7/22: 0
Redução de 100%.

Anterior:
24/6 a 01/7/22: 1.072 - 1071 = 1
8 a 14/7/22​: 1.079 - 1075 = 4
Aumento de 300,0%.

II)​ Casos

01 a 8/7/22: 2.260
15 a 22/7/22: 528
Redução de 76,7%

Anterior:
24/6 a 01/7/22: 84.762 - 80.483 = 4.279
8 a 14/7/22: 87.750 - 87.022 = 728
Redução de 83,0%

Afonso Cláudio
23/07/22, 9h27m

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86365
De: Manoel Hygino Data: Sábado 23/7/2022 07:36:10
Cidade: Belo Horizonte

Minas e cultura

Manoel Hygino

Começo a leitura da revista “MemóriaCult”, fundada e dirigida por Eugênio Ferraz, que é engenheiro civil, com ativa participação em importantes iniciativas no campo cultural e social. Ex-superintendente da Receita Federal em Minas Gerais, já deixara marcas de sua competência no Norte do país, que lhe ficou devendo obras valiosas de restauração em bens públicos. Cá no Sudeste, teve a iniciativa de propor o resgate da Casa de Contos, em Ouro Preto, que se transformou no que hoje é.

Diretor da Imprensa Oficial de Minas Gerais, editou obras marcantes da história mineira, dando-lhes a feição a que faziam jus. Sua trajetória pela velha Imprensa Oficial, que viera da Vila Rica, deu-lhe gestão moderna como merecia. Basta conferir do que ali se fez durante os anos sob sua direção, ser sempre recordada e elogiada.

Enquanto assim procedia, lançou a revista “Memória Cult”, que já tem mais de 30 edições, sempre enfatizando a grandeza de nossa história e de seus vultos e movimentos mais representativos. Por suas paginas, desfilaram nomes expressivos de nossa cultura, com colaboração preciosa e digna, como não poderia deixar de ser.

O número mais recente traz interessante entrevista de José Anchieta da Silva, presidente da Associação Comercial de Minas, ao ensejo do lançamento do II Manifesto dos Mineiros, renovando a permanência do espírito de Minas em momento histórico para a nação.

Em outras matérias, compareceram o professor Guilherme Queiroz de Macedo sobre a referida Casa de Contos, o magistrado Auro Aparecido Maia de Andrade, sobre detalhes da Inconfidência Mineira, a cidade de Rio Pomba por Manoel Hygino dos Santos, além de artigo sobre Sá Luiza de Cananéia, de José Antônio de Ávila Sacramento, da Academia de Letras de São João del Rei, além de artigo do jornalista e escritor Mauro Werkema sobre a organização do turismo nesta velha província e sobre os fluxos respectivos.

A edição de número 33 se deu graças ao interesse do deputado Agostinho Patrus, presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, atento à disseminação da história entre nós. O parlamentar, descendente de família que veio para o Brasil, procedente do outro lado do mediterrâneo, segue o passo de seus ancestrais contribuindo com Minas e sua gente em incentivos e atividades que engrandecem o papel da velha província no desenvolvimento nacional.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86364
De: Manoel Hygino Data: Sexta 22/7/2022 12:34:04
Cidade: Belo Horizonte

Encontro em Ouro Preto

Manoel Hygino

Não se pense que julho terminaria sem, mais uma vez, a Academia Mineira de Letras homenageasse a segunda capital de Minas Gerais. Embora o sodalício dos homens das montanhas que produzem literatura, tenha nascido em Juiz de Fora, jamais se permitiria que a velha Vila Rica ficasse esquecida.

Tanto é verdade que para um sábado, dia 23, do sétimo mês do calendário, programou-se para 11 da manhã a transferência da sede da AML para Ouro Preto. Com o ato, comemora-se centenário de nascimento do patrono, acadêmico Alphonsus de Guimaraens, exatamente em julho, o de 1870, data não festejada na época própria por motivo sabido, isto é, em 2020.

Para compensar, o presidente da Academia, Rogério Faria Tavares, teve a iniciativa de aliar a solenidade à de lançamento da revista da Academia, fundada como se sabe, em 1922, pelo então presidente Mário de Lima. Local melhor para o evento não poderia existir: a Biblioteca Pública Municipal de Ouro Preto, a que recorreram mestres e autores da velha Província, e do Estado que a sucedeu, para gáudio dos ouro-pretanos e dos mineiros.

Faltando pouco para as eleições deste ano, é bom e incentivador saber que os montanheses não se enveredaram pelas estradas ínvias da intolerância política mesmo com o ambiente desgastante das querelas das lutas pelo poder. Na cidade que representa e simboliza os ideais de independência e de cultivo do amor pátrio, hoje e pela quarta vez, dirigida pelo prefeito acadêmico Ângelo Oswaldo, lembre-se Rogério Tavares:

“Lugar de sociabilidade, a Academia e o território da competência suave, fraterna e elegante, amparada pela mais fina filosofia humanista. Inspirada por valores como o pleno respeito pela diversidade, pela livre expressão do pensamento, em tudo contrária ao preconceito, à discriminação e ao elitismo, a instituição consagrou-se, ao longo do tempo, por reunir os mais expressivos prosadores, poetas, professores, filósofos, médicos, cientistas e estadistas mineiros, erguendo poderosa reputação de apreço pelo rico repertório cultural de nossa gente”.

Nenhum lugar melhor para reunir-se, pois, que Ouro Preto.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86363
De: Afonso Cláudio Data: Quinta 21/7/2022 10:36:21
Cidade: Montes Claros/MG

Pandemia do coronavírus

I) Variações percentuais dos números de mortes por covid-19 entre 30/6 a 07/07/22 e 14 a 21/07/22 (2 períodos de 7 dias), em ordem decrescente dos percentuais, referentes aos 10 primeiros países da classificação da Organização Mundial da Saúde.
3 países (30%) tiveram reduções: Brasil (10,7%), Rússia (29,7%) e Alemanha (59,0%).
7 países (70%) tiveram aumentos, variando de 31,2% (Estados Unidos) a 1.421,7% (Índia).
O Mundo teve aumento de 67,4%. Em 14/07/22 teve aumento de 82,2% (mensagem 86355).

Class. / País / Mortes 30/6 a 07/07/22 / Mortes 14 a 21/07/22 / Var. %

1º Índia 189 2.876 +1.421,7
2º Turquia 25 96 +284,0
3º Reino Unido 474 1.151 +142,8
4º Coreia do Sul 46 98 +113,0
5º França 355 677 +90,7
6º Itália 476 874 +83,6
7º Estados Unidos 1.616 2.121 +31,2
8º Brasil 1.942 1.735 -10,7
9º Rússia 334 235 -29,7
10º Alemanha 522 214 -59,0
Mundo 10.396 17.408 +67,4
Fonte: OMS/JHU, 21/07/22, 7h42m

Na classificação da variação percentual o Brasil ficou no 8º lugar. Passou de 1.942 para 1.735 mortes entre os 2 períodos, com redução de 10,7%. Em 14/07/22 o Brasil teve aumento de 28,4%, ficando no 7º lugar (mensagem 86355).
Em números absolutos de mortes o Brasil ficou no 3º lugar, em ordem decrescente, com 1.735 mortes e média diária de 248 mortes entre 14 e 21/07/22. Os demais 9 países tiveram médias variando de 14 (Turquia) a 411 (Índia) no 2º período.
Nas variações percentuais:
Melhor colocado hoje: Alemanha (10º lugar); ficou no 8º lugar em 14/07/22.
Pior colocado hoje: Índia (1º lugar); ficou no 6º lugar em 14/07/22.

Dados do Mundo: Casos confirmados 566.808.617; Mortes 6.380.835. Fonte: OMS/JHU, 21/07/22, 7h51m.

II) Variações percentuais de casos confirmados de covid-19 no Brasil, em Minas Gerais e em Montes Claros:

A) Brasil
30/6 a 07/07: 480.726
14 a 21/07: 377.515
Redução de 21,5%. Em 14/7, aumento de 23,0% (mensagem 86355).
Fonte: OMS/JHU, 21/07/22, 8h43m.

B) Minas Gerais
29/6 a 06/07: 60.856
13 a 20/07: 47.247
Redução de 22,4%. Em 14/7, redução de 13,1% (mensagem 86355).
Fonte: SES/MG, 20/07/22, 14h50m.

C) Montes Claros
29/6 a 06/07: 1.778
13 a 20/07: 775
Redução de 56,4%. Em 14/7, redução de 41,5% (mensagem 86355).
Fonte: SES/MG, 20/07/22, 14h50m.
A mensagem 86361, de 19/07/22, informou redução de 80,2%, com dados da SMS/Moc e de 81,4% com dados da SES/MG.

Manchetes:
g1/JH, 20/07/22:
1) "Média móvel de mortes por Covid no Brasil (252 mortes/dia) é a maior desde 24 de março."
As médias móveis de casos e mortes estão em estabilidade, conforme o g1/JH.
2) "Regiões brasileiras apresentam cenários diferentes em relação à Covid."
Boletim InfoGripe, da Fiocruz, afirma que o panorama ainda é instável em todo o país.

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
21/07/22, 10h32m

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86362
De: Manoel Hygino Data: Quarta 20/7/2022 11:05:58
Cidade: Belo Horizonte

Sobre a BR-381

Manoel Hygino

Quando se apanha o jornal e se lê o título, pergunta-se se a notícia não é velha. Se ouvir o texto, também se incorre em igual dúvida. É que, pelo que se pode perceber, há coisas que não mudam. Passam-se dias, meses e anos e nada evolui ou se resolve. Fica tudo como dantes no Quartel de Abrantes, cidade que existe na margem esquerda do Tejo, o rio que embeleza e valoriza a região.

Em tempos atuais, indagamos em que ficou o rodoanel de Belo Horizonte, depois de dezenas de anos e de centenas de mortos no antiquado caminho que circunda a capital. É apenas uma interrogação e de trata simplesmente de um ínfimo pedaço do território mineiro.

Agora, leio que a Agência Nacional de Transporte Terrestre publicou convocação para audiência pública sobre o contrato de concessão do trecho da rodovia entre a histórica Sabará, na região metropolitana e Governador Valadares, bem distante, no Vale do Aço.

Pois o ponto final da rodovia, ou inicial, dependendo do viajor, tem o nome atual desde 1938, serviu de berço ao poeta Soares da Cunha, que lastimavelmente, não está mais entre nós, deixando de vez o pequeno porto de Figueira do Rio Doce, como conhecida a cidade antigamente.

Ligando a metrópole dos mineiros a extensa e promissora região, a BR-381 conseguiu somente o triste apelido de “Rodovia da Morte”, denominação que lhe cabe perfeitamente por ter-se tornado genocida.

Há um debate agendado para 2 de agosto, em sessão híbrida, isto é, virtual e presencial, tudo acompanhado de informações no site da agência. Quem sabe com emprego de novos instrumentos de comunicação, o desafiador problema será enfim equacionado e resolvido?
Temos de manter acesa a esperança, porque – como dizia a acadêmica Maria José de Queiroz, “no fim de cada estrada, Minas me espera, de alcateia, na esquina de mim mesma”. “Minas me diz presente”. Minas existe, vivo de sua herança”.

Mas nossos governos ignoram o belíssimo apelo da brilhante escritora. Obras, em todas as áreas de atividades, foram interrompidas e o reinício negligenciado. Quem perde são os municípios, os estados, a nação – os brasileiros, enfim.

Em termos, aliás, de negligência e omissão, o Brasil tem posição privilegiada. Uma dor e uma pena para a nação que tudo tem para ser grande não apenas pelas dimensões territoriais.
Nesta antevéspera de eleição, seria bom que o povo ponderasse sobre os candidatos e escolhesse o que melhor pudesse atuar e gerir no próximo quatriênio.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86361
De: Afonso Cláudio Data: Terça 19/7/2022 14:17:51
Cidade: Montes Claros/MG

Covid-19 em Minas Gerais

I) Variações percentuais dos números de mortes devidas à Covid-19 entre 27/06 a 04/07/22 e 11 a 18/07/22 (2 períodos de 7 dias), relativas aos 10 municípios de maiores populações de Minas Gerais, em ordem decrescente, e deste Estado.

Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de MG, 19/07/22, 10h48m.

Class. / Município / Mortes de 27/06 a 04/07/22 / Mortes de 11 a 18/07/22 Var. %
1º Ribeirão das Neves 0 2 infinito
2º Belo Horizonte 7 28 +300,0
3º Montes Claros 2 7 +250,0
4º Juiz de Fora 3 9 +200,0
5º Uberaba 2 5 +150,0
6º Governador Valadares 3 6 +100,0
7º Contagem 5 8 +60,0
8º Uberlândia 7 9 +28,6
9º Betim 2 1 -50,0
10º Ipatinga 1 0 -100,0

Minas Gerais 133 370 +178,2

Resumo: aumentos = 8 (80%), reduções = 2 (20%), ou seja, a grande maioria são os aumentos, o que ocorreu também neste Estado (aumento de 178,2%).

Considerando os números de mortes publicados em 18/07/22 pela Secretaria Municipal de Saúde de Montes Claros, temos 1 morte entre 24/06 e 01/07/22 e 3 mortes entre 08 a 14/07/22, resultando em aumento de 257,1% (mensagem 86360, de 18/07/22).

II) Variações percentuais dos números de casos confirmados, devidos à Covid-19, entre 27/06 a 04/07/22 e 11 a 18/07/22 (2 períodos de 7 dias), relativos aos 10 municípios de maiores populações de Minas Gerais, em ordem decrescente, e deste Estado.

Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de MG, 19/07/22, 10h48m.

Class. / Município / Casos de 27/06 a 04/07/22 / Casos de 11 a 18/07/22 / Var. %
1º Juiz de Fora 0 1602 infinito
2º Uberaba 1427 1752 +22,8
3º Contagem 955 830 -2,9
4º Uberlândia 2227 2091 -6,0
5º Belo Horizonte 6307 4795 -24,0
6º Ipatinga 931 681 -26,9
7º Governador Valadares 761 499 -34,4
8º Betim 839 303 -63,9
9º Montes Claros 3876 721 -81,4
10º Ribeirão das Neves 2 0 -100,0

Minas Gerais 61.193 48.980 -20,0

Resumo: aumentos = 2 (20%), reduções = 8 (80%), ou seja, a grande maioria são as reduções, o que ocorreu também neste Estado (redução de 20,0%).

Considerando os números de casos confirmados, publicados em 18/07/22 pela Secretaria Municipal de Saúde de Montes Claros, temos 4.279 casos entre 24/06 e 01/07/22 e 728 casos entre 08 e 14/07/22, resultando numa redução de 80,2% (mensagem 86360, de 18/07/22).

As medidas preventivas contra a covid-19 continuam sendo necessárias, tais como completar o ciclo de vacinação e uso de máscara, variando de acordo com os indicadores da pandemia em cada município e seus especialistas.

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
19/07/22, 13h45m.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86360
De: Afonso Cláudio Data: Segunda 18/7/2022 16:50:46
Cidade: Montes Claros/MG

Covid-19 em Montes Claros

Fonte de dados: Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde de Montes Claros, publicado hoje, 18/07/22.

I) Mortes

24/6 a 01/7/22: 1072 - 1071 = 1; média em 7 dias: 0,14/dia

8 a 14/7/22: 1078 - 1075 = 3; média em 6 dias: 0,5/dia

Aumento de 257,1%. Anterior: Variação percentual = 0, em 8/7/22 (msg 86348)

II) Casos

24/6 a 01/7/22: 84762 - 80483 = 4279; média em 7 dias: 611,3/dia

8 a 14/7/22: 87750 - 87022 = 728; média em 6 dias: 121,3/dia

Redução de 80,2%. Anterior: Redução de 12,8%, em 8/7/22 (msg 86348)

Até às 16h40m não havia sido publicado o Boletim Epidemiológico de hoje, da Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais, que nos permite classificar e comparar semanalmente os números de mortes e de casos confirmados, relativos à covid-19, nos 10 municípios mais populosos de Minas Gerais e no Estado (exemplo: mensagem 86353, de 11/7/22).

Afonso Cláudio
18/07/22, 16h40m.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86359
De: José Ponciano Neto Data: Sábado 16/7/2022 10:10:18
Cidade: Montes Claros- MG  País: Brasil

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE – ECA - 32 ANOS

Há sete anos Junho de 2015 eu abordei um tema, que na ocasião era muito debatido: A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL e O ADOLESCENTE INFRATOR.

Estamos vivendo num período de transformação social. Uma sensação que o ápice da violência “infantil” chegou! - Não somos os donos da verdade, mas os argumentos de ser “CONTRA” a redução da maioridade penal nos casos de crimes praticados por adolescentes, são pífios.

É um argumento descomunal, dizer que um menor não deve pagar pena dentro de uma cadeia conforme a gravidade do delito.

Hoje qualquer adolescente delinquente tem mais coragem de praticar um “latrocínio” (roubo seguido de morte) que muitos marginais veteranos. Este mesmo menor - acima de 16 anos (conforme a nossa Constituição Federal - CRFB) já pode votar e escolher os deputados e senadores, que constituem as leis - podem participar de manifestações e votar em plebiscitos; ou seja: participam do futuro do Brasil.

O menor/adolescente pode dispor dos próprios bens por meio de testamentos; podendo ser mandatário nos termos do art. 666 da CRFB - mas, este adolescente não pode ser punido, por ser considerado inimputável pelo Código Penal Brasileiro. - Dá para entender?

Temos um pouco de culpa no desmando e na timidez que se encontram as leis atuais, pois votamos naqueles que nos representam dentro das casas legislativas. Porém, não podemos mais aceitar que uma lei que foi feita em 1940 e um Estatuto de 1990 - que preconizam serem os menores de 18 anos "não passíveis" de penalidades pelos crimes que cometerem.

Sabemos que os menores/adolescentes dos dias atuais são bem diferentes daqueles de 1940 e 1990. São mais atrevidos, mais agressivos, mais desobedientes e amadurecem muito mais cedo para os crimes, são fomentados pela marginalidade veterana e pela tecnologia perversa da comunicação – tudo está em suas mãos.

A maioridade penal deve ser reduzida???
Muitos argumentam que a redução da maioridade o aliciamento de menores para o crime terá como alvo outras crianças com 12, 13 e 14 anos - não obstante haver algumas crianças nesta faixa etária já praticando atos ilícitos e orientados a assumirem os crimes para descriminar os adultos.

Muitos “adolescentes” com 15,16 e 17 anos têm “portes físicos mesomorfo” e uma mentalidade para a prática do crime de invejar muitos marginais veteranos - ou seja: hoje, um menor de dezesseis ou dezessete anos sabe perfeitamente que é matar; furtar; roubar; lesionar; estuprar e etc. - Há alguma dúvida, que a criminalidade pode ser minimizada com a redução da maioridade penal?

Há mais de 27 anos que a PEC 171 vem sendo alvo de discussão entre a Secretaria de Direitos Humanos; OAB; MPF; CNBB; movimentos sociais e organizações dos direitos humanos, entretanto, a PEC não anda por acharem que seria um retrocesso a redução.

A população clama para que qualquer crime cometido por adolescentes a partir desta faixa etária acima de 16 anos terão de sentar no banco dos réus em uma vara criminal (justiça comum) – não na Vara da Infância e Juventude, com penas brandas, como internação de menores infratores.

Acontece que, a Constituição Federal no artigo 228 e o ECA artigo 104 reconhece que menores de 18 anos são penalmente inimputáveis baseado na estrutura de entendimento da culpabilidade. Independente de tudo!

Mesmo que os crimes sejam dolosos; hediondos ou latrocínios - a lei permite que menores de 18 anos (imputáveis) cumpra pena separados dos maiores de 18 para não sofrerem represálias - mandam delinquente para um Centro Socioeducativo para "ressocializar”, com o apoio das Organizações dos Direitos Humanos. Enquanto isso, os familiares da vítima, sequer recebem uma visita destes membros, denominados defensor os nossos direitos.

Foi noticiado que em 2022 o projeto iria entrar na reta final no Congresso Nacional; entretanto, ainda está engatinhando – será uma chance de alterar o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, e reduzir a maioridade penal.

São inúmeras pessoas produtivas para a sociedade que morreram vítimas da violência praticada por estes menores infratores? A vítima geralmente é uma pessoa exemplar, um pai de família, mãe “chefe” de famílias e jovens trabalhadores. - Ainda falam em Direitos Humanos!

Na iminência da alteração do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA há muitos menores antecipando a prática do crime, para aproveitar das regalias legais. O que nos deixa inconsoláveis é saber que o “sistema” dos Centros Socioeducativos dos estados e municípios nem sempre tem o efeito esperado. É comum assistir prisões de menores que já passaram várias vezes por estes Centros Socioeducativos e continuam o mesmo delinquente. Enquanto isso, as famílias “do bem” sofrem com a insegurança.

Mudar a Redução da Maioridade no ECA é um sonho daqueles que querem exercer o direito de ir e vir, sem o perigo de sermos atacados por bandidos mirins que ainda estão sob a custódia da Lei - do ECA e dos ativistas dos “Direitos Humanos”

Jamais podemos nos esquecer de que: "Quando a carne está podre, não adianta salgar para recuperá-la".

Por enquanto, salvem-se quem puder!

XVI-VII-MMXXII
(*) José Ponciano Neto é Escritor – Historiador - Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros - da Academia Maçônica de Letras do Norte de Minas e Obreiro da A∴R∴L∴S∴ União, Paz e Justiça nº 1781.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86358
De: Manoel Hygino Data: Sábado 16/7/2022 07:57:31
Cidade: Belo Horizonte

5G, chegando

Manoel Hygino

Notícias sobre o Brasil. Boas e más, como em todo este mundo mutável. O dólar sobe e desce, e a economia do planeta oscilando. O inverno astronômico no hemisfério sul, iniciado às 6h14 em 21 de abril, só terminará em 22 de setembro, depois do bicentenário da Independência. Na cabralina terra por portugueses descoberta (ou achada), faz frio no Sudeste e os que desejam calor têm de voltar à península ibérica. Por lá, os termômetros marcam mais de 40 graus.

Os juros seguirão em alta em nosso território, mas as autoridades argumentam que o aperto monetário se faz necessário em função da defasagem da política monetária. Os que vão ao mercado ou às feiras não entendem e reclamam. Em todo caso, o desemprego foi amainado. Por ora.

O Banco Central elevou para 1,7% o crescimento do PIB em 2022. Esperamos que o sucesso chegue aos bolsos dos consumidores e que reflita na restrita mesa do brasileiro, em que tanto falta, às vezes até a própria mesa. Uma coisa ficou clara: A arrecadação de tributos federais cresceu para R$ 165,3 bilhões em maio, o maior valor da série histórica iniciada em 1995. Bom de ler e ouvir.

Otimista, o ministro Paulo Guedes diz que o Brasil é uma potência energética e enorme mercado consumidor, que crescerá de 3% a 4% nos próximos anos. Em discurso, descreve cenários extremamente pessimistas para o exterior e muito generoso em âmbito interno. A tecnologia 5G chegou a Brasília, depois a Belo Horizonte e se estendendo pelas demais capitais, até 29 de setembro. Em certas regiões, o 5G compartilha a faixa de transmissão do 4G, o que faz com que ele não seja pleno.
O 5G puro ocupará na faixa de 3,5 GHz, faixa parcialmente ocupada por antenas parabólicas antigas que operam com sinal analógico na Banda C. As pessoas com esse sinal precisarão comprar uma antena nova e um receptor compatível com a Banda Ku, para onde está sendo transferido o sinal das antenas parabólicas. Famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com parabólicas antigas, receberão conversores novos.

A tecnologia 5G permitirá a conexão direta entre objetos pela rede mundial de computadores. Essa tecnologia tem potencial para aumentar a produção industrial, por meio da comunicação direta entre máquinas, e possibilitar novidades como cirurgias a distância e transporte em carros sem condutores.

Resta esperar para conferir.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86357
De: Afonso Cláudio Data: Sábado 16/7/2022 08:35:38
Cidade: Montes Claros/MG

Datas em destaque

"12/04/1707 - Fundada a Fazenda dos Montes Claros por Antônio Gonçalves Figueira.
19/06/1769 - Início da construção da Capela de Nossa Senhora da Conceição e São José. Primeiro Capelão: Padre Teotônio de Azevedo.
14/07/1832 - A Capela da Vila de Formigas, até então filial à Freguesia de Santo Antônio de Itacambira, toma foros de Paróquia, abrangendo o Curato do Senhor do Bonfim de Macaúbas."

São 190 anos da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição e São José, da Vila de Montes Claros de Formigas, incluindo o Curato do Senhor do Bonfim, da atual Bocaiuva, que anteontem completou 134 anos como Município, com "a transferência da sede do município de Nossa Senhora da Conceição de Jequitaí, para a povoação do Senhor do Bonfim, sendo celebrada Santa Missa em 14/07/1888 pelo Revmo. Cônego José Maria Versiani", com as presenças de autoridades.

Afonso Cláudio
16/07/2022, 8h26m - Nossa Senhora do Carmo

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86356
De: Manoel Hygino Data: Sexta 15/7/2022 12:09:16
Cidade: Belo Horizonte

Segurança e futuro

Manoel Hyginio

Diante dos generosos números recentes da economia e da área de segurança no país, ainda tive minhas dúvidas e sei que não estou sozinho. Imensamente gostaria, de que meus pontos de vista fossem enganosos, porque não me inclino a abonar as ideias de grandes avanços para o Brasil e para o brasileiro, que é, afinal, o que todos desejamos para o futuro.

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública nos revelou que tivemos o menor número de homicídios desde 2011. Foram 47.503 registros, correspondentes a 130 mortes por dia. O trecho seguinte da notícia parece pôr em dúvida: o Brasil, contudo, permanece entre os dez países mais violentos do planeta.

Em todos os estados, houve redução de homicídios, com exceção do Norte e, das 30 cidades mais violentas no país, 13 estão na Amazônia legal. Entre os motivos, especialistas contam: estabilização de conflitos entre facções criminosas e a implementação de programas estaduais focados nos mais jovens. O número de armas no Brasil cresceu 474% de 2013 para cá. Os pesquisadores não consideraram o armamento como um fator que reduz a criminalidade.

Em resumo: mortes violentas caíram 6% no ano passado, segundo o Anuário. Aquilo a que assisto na televisão diariamente parecem que não é computada. Ou os jornais falados, como se dizia antigamente, estão me enganando. Pois, o próprio Anuário divulga que, apesar da melhoria no indicador, o Brasil ainda convive com violência extrema, sendo responsável por um em cada cinco homicídios que ocorrem no mundo (20,4% do total). A maior parte das vítimas dessas mortes violentas e intencionais no país é negra (77,9%), do sexo masculino (91,3%) e jovem entre 12 e 29 anos (50% do total).

Para o ministro Guedes, altos impostos fecham indústrias no Brasil, daí a necessidade de privatizar. Mas a privatização requer uma série de medidas preliminares e antecedem à própria proposta preconizada. É necessário prazo, tempo, e a sociedade já está cansada de esperar. Não é subindo para as alegres noitadas de fim de semana na periferia das grandes cidades que o problema será resolvido. Se fosse, tudo já estaria melhor e os brasileiros que meditam em perfeita paz.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Mensagem N°86355
De: Afonso Cláudio Data: Quinta 14/7/2022 11:32:08
Cidade: Montes Claros/MG

Pandemia do coronavírus

I) Variações percentuais dos números de mortes por Covid-19, entre 23 a 30/6/22 e 07 a 14/07/22 (2 períodos de 7 dias), em ordem decrescente dos percentuais, referentes aos 10 primeiros países da classificação da Organização Mundial de Saúde.
2 países (20%) tiveram reduções: Rússia (16,0%) e Turquia (13,9%).
8 países (80%) tiveram aumentos, variando de 20,5% (Alemanha) a 121,7% (França).
O Mundo teve aumento de 82,2%. Em 07/07/22 teve aumento de 7,2% (mensagem 86347) e em 30/06/22 teve aumento de 7,1% (mensagem 86338).

Class. / País / Mortes 23 a 30/6/22 / Mortes 07 a 14/07/22 / Var. %

1º França 244 541 +121,7
2º Reino Unido 463 863 +86,4
3º Itália 402 726 +80,6
4º Coreia do Sul 59 103 +74,6
5º Estados Unidos 2.632 4.537 +72,4
6º Índia 175 252 +44,0
7º Brasil 1.318 1.692 +28,4
8º Alemanha 545 657 +20,5
9º Turquia 36 31 -13,9
10º Rússia 406 341 -16,0
Mundo 10.251 18.680 +82,2
Fonte: OMS/JHU, 14/07/22, 8h21m.

Na classificação da variação percentual o Brasil ficou no 7º lugar. Passou de 1.318 para 1.692 mortes entre os 2 períodos, com aumento de 28,4%. Em 07/07/22 o Brasil teve aumento de 132,0%, ficando no 2º lugar (mensagem 86347).
Em números absolutos de mortes o Brasil ficou no 2º lugar, em ordem decrescente, com 1.692 mortes e média diária de 242 mortes entre 07 e 14/07/22. Os demais 9 países tiveram médias variando de 4 (Turquia) a 648 (Estados Unidos), no 2º período.
Nas variações percentuais:
Melhor colocado hoje: Rússia (10º lugar); ficou no 8º lugar em 07/07/22.
Pior colocado hoje: França (1º lugar); ficou no 5º lugar em 07/07/22.

Dados do Mundo: Casos confirmados 559.562.735; Mortes 6.363.427. Fonte: OMS/JHU, 14/07/22, 8h45m.

II) Variações percentuais de casos de covid-19 no Brasil, em Minas Gerais e em Montes Claros.

A) Brasil
23 a 30/6: 316.221
07 a 14/7: 389.099
Aumento de 23,0%. Em 7/7, aumento de 72,3% (msg 86347).
Fonte: OMS/JHU, 14/07/22, 9h44m.

B) Minas Gerais
22 a 29/6: 62.063
06 a 13/7: 53.954
Redução de 13,1%. Em 7/7, aumento de 50,3% (msg 86347).
Fonte: SES/MG, 13/07/22, 19h15m.

C) Montes Claros
22 a 29/6: 4.534
06 a 13/7: 2.653
Redução de 41,5%. Em 7/7, redução de 40,6% (msg 86347).
Fonte: SES/MG, 13/07/22, 19h15m.
A mensagem 86353, de 11/07/22, informou redução de 12,8%, com dados da SMS/Moc, e de 43,4%, com dados da SES/MG.

Saúde e paz.
Afonso Cláudio
14/07/22, 11h24m.

Siga pelo Twitter @montesclaroscom Inscreva-se aqui para receber o Maillist
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a

Página Anterior >>>

Abra aqui as mensagens anteriores: